sábado, 7 de julho de 2012

Violência contra idosos



 Ontem pela manhã liguei a TV e a primeira imagem que esta me mostrou foi extremamente chocante. Um vídeo no noticiário da Record mostrava cenas de violência contra uma senhora idosa de 77anos num asilo em BH.
Uma verdadeira cena de tortura. Cenas fortes como definiu o repórter.
Eu fico me perguntando como pode uma pessoa praticar agressividade sem limites com pessoas tão vulneráveis como os idosos.
E tudo acontecendo dentro de uma instituição de asilo, onde subentende-se que o idoso seja bem cuidado e protegido. As cenas são fortes, mas se você quiser ver o vídeo e ficar tão indgnada quanto eu, clique no link abaixo


Sabe-se que a violência contra idosos não é um fenômeno novo. Ela sempre ocorreu seja na falta de carinho e atenção, negligência nos cuidados, pressão psicológica, agressão verbal e até agressão física. Mas acontece que nos ultimos anos está se agravando a cada dia.
Eu que convivo com minha mãe idosa, muitas vezes me pego observando-a na sua vulnerabilidade, sua dependência de nós seus filhos. Pelo seu olhar enevoado ainda percebo sua gratidão pelos nossos cuidados com ela .Também vejo como a cada dia a vida vai se esvaindo dela como uma chama que se apaga lentamente.
 Sinto uma profunda dor quando observo a velhice.Não nos aspectos físicos, mas nas limitações próprias da idade prejudicadas pela dependência física e psíquica.. Dificilmente as pessoas conseguem dimensionar o quanto esse processo é difícil.
Não dá para olhar para qualquer idoso e não pensar que um dia já foram jovens e produtivos. Dedicaram sua vida a nos passar valores, seja com palavras ou com seus exemplos de vida. De alguma forma deram sua contribuição à sociedade.
O que nos entristece é esse descompromisso de familiares, sociedade, instituições e também autoridades que na maioria das vezes se omitem.
O tratamento dado aos idosos varia de acordo com a família a que pertencem. Há famílias que cuidam bem de seus idosos, respeitam essa sua fase difícil dando lhe autonomia e liberdade de expressão.
Outras os negligenciam, tratam como seres imbecis e sem vontade própria , muitos são tratados como crianças imaturas e sem discernimento.
Há aqueles que por razõs várias são “depositados” em asilos e ali abandonados à sua própria sorte. Como no caso dessa senhora em BH. É evidente que dada a gravidade da agressão , as marcas físicas ficarão por todo seu corpo, assim também como as marcas da alma.. Mas muitos ficam ali esquecidos. Nunca um filho ou qualquer outro familiar vem visitá-los. Paga-se uma mensalidade polpuda pelos cuidados, como mostrou a reportagem e em troca o que recebe é agressividade, desamor.
Estudos mostram que em menos de duas décadas, teremos um grande aumento da população idosa no Brasil.
Estaria a sociedade preparada para receber essa geração de velhos, ou em consequência desse envelhecimento populacional o idoso, pela sua vulnerabilidade, irá tornar-se o alvo mais próximo da violência?



4 comentários:

  1. Minha amiga e o estatuto do idoso está aí, mas ninguém se intimida. Não tive coragem para ver o vídeo, só em ler a tua indignação, fiquei chateado. Enquanto não mudarem o código penal, situações vão se repetirem.As pessoas sabem que praticam crimes e logo,logo são soltas se, por acaso, forem presas.
    É de doer à alma!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão Tunim. Muito tem que mudar nesse país para que o idoso seja tratado com dignidade e respeito. O vídeo é forte mesmo. Vi-o pela primeira vez logo pela manhã, o que tirou grande parte da beleza do meu dia. Eu simplesmente me revolto com essas atitudes covardes.

      Excluir
  2. Edite, aqui em Juiz de Fora houve um aumento de denúncia de maus tratos contra idosos, agora não sei informar se houve um aumento nos maus tratos ou se as pessoas estão denunciado mais, prefiro acreditar que seja a segunda hipótese.

    Concordo contigo que é revoltante saber que um idoso é mal tratado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E minha amiga, eu também gostaria de acreditar nisso, que as pessoas estão denunciando mais. Mas acredito que não seja assim. Quantos não são vítimas agressões psicológicas, morais, sociais,são agredidos financeiramente, enganados pelos próprios familiares que sem remorso algum ficam com sua aposentadoria ou fazem emprésimos que comprementem a renda do idoso? A questão é bem mais complexa do que pensamos .
      Eu já tive oportunidade de constatar isso. Mas ninguem toma conhecimento. Simplesmente muitos idosos são iginorados.Incomodam apenas por existir.

      Excluir