segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Violência contra crianças! Uma covardia!


Casos em que babás agridem crianças sob sua responsabilidade, infelizmente tornam-se cada dia mais comum nos lares brasileiros.
Tanto que a necessidade de câmeras de monitoramento hoje são tão necessárias quanto o enxoval do bebê.
Pais desconfiados ou mesmo apenas como prevenção instalam as câmeras e esta medida de precaução em muitos casos tem impedido que as agressões tenham continuidade, assim diminuindo o risco em que se encontravam as crianças.
É grande a sensação de insegurança das mães. Muitas preferem que seus filhos sejam cuidados na “aparente” tranquilidade do lar, para que as crianças tenham uma rotina perto de seus objetos pessoais assim como também não corram risco de maior vulnerabilidade ao ficarem mais expostas às intempéries climáticas e até mesmos ficando mais sensíveis à doenças comuns em aglomerações nas escolinhas ou creches.
Mas nem as câmeras inibem a ação das “torturadoras” dos pequenos inocentes e indefesos.
Eu fico imaginando o que leva uma babá a agredir a quem deveria proteger. São pagas para isso e deveriam passar por uma triagem nas agências onde foram contratadas para avaliar sua aptidão para o trabalho com crianças.
O último caso de agressão cometida por babá, veio à tona na semana anterior e aconteceu em Cruz das Almas, cidade a 140 Km de Salvador, Bahia.
A mãe, notando mudança de comportamento em seu bebê de um ano e três meses, foi verificar as imagens nas câmeras de monitoramento e não conseguia acreditar no que via.
As imagens do vídeo são chocantes. Eu senti repulsa, revolta, indignação... Não se tolera agressões contra crianças em idade alguma. Mas, um bebê..indefeso, vulnerável … ali vítima de uma pessoa sem escrúpulos,é covardia! E, detalhe, além das agressões ainda comia o alimento do bebê.
A mãe, claro, despediu a babá, mas tudo com muito cuidado, porque de uma pessoa assim não se sabe o que se pode esperar.
Posteriormente ao ser denunciada, alegou disturbio psicológico por problemas familiares.
Ora essa, se não estava em condições psicológicas para cuidar de filho alheio, que fosse procurar outro emprego!
Sempre arumam uma desculpa. Nenhuma justificável. E , apesar das imagens serem claras , como não houve flagrante, a acusada vai aguardar em liberdade.
As imagens não seriam suficientes para uma punição mais severa?

Veja a notícia completa no link abaixo.





4 comentários:

  1. Edite, sinto muito, mas só as suas palavras revoltaram-me o suficiente para que eu possa ir ver a reportagem completa...

    No meu blog, ontem, coloquei uma reportagem sobre covardia que a sobrinha de uma amiga que tem apenas 07 aninhos sofreu.

    Ela sofreu a pior crueldade que pode acontecer a uma criança.

    Ela foi molestada....

    É horrivel deparar-se com notícias assim, né?

    Degradável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desastroso Ana! eu fico arrepiada só de pensar nessa pequena cr molestada sexualmente. E qtas tantas outra não passam por isso.
      Uma vida com marcas p/a sempre. Difícil sanar esse tipo de trauma. Bjs. obrigada pela compreensão.
      Aliás, quem não se revoltaria em situações semelhantes?

      Excluir
  2. Vivemos dias difíceis. Ninguém mais é respeitado. Nem criança, nem idoso, ninguém. O maligno tem povoado às cabeças daqueles que não procuram um concerto com Deus. Por outro lado, as autoridades não endurecem as leis para que esses meliantes fiquem mais temerosos. O que falta é vontade política para que as coisas possam acontecer.
    Fico enojado quando vejo tais violências.
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Vc disse bem Tunim: "dias difíceis" . Muitos caminham para o abismo com a maior naturalidade. E prejudicam vidas, causam traumas irreversíveis. Fico indignada com certs acontecimentos...

    ResponderExcluir