sábado, 23 de março de 2013

Dia internacional da água

Uso consciente da água.

Primeira coisa que eu ia fazer, meu Deus, é tomar um banho bem tomado, que é para eu ficar bem refrescada. Banho tomado, bem tomado mesmo, a gente bota um xampu. Põe um xampu na cabeça, lava, lava o rosto de sabonete, lava toda, aí fica um banho. Um banho bem tomado nunca mais tomei”, comenta.

Estas são palavras de dona Delmindi, sertaneja do sertão de Pernambuco.
Segundo a Organização das Nações Unidas cada pessoa precisa de 110 litros de água por dia para consumo e higiene. Mas, como dona Delmindi, mais de 800 milhões de pessoas no mundo vivem com pouca água.
Eu não chamaria isso de pouco, mas de quase nada, uma quantia irrisória que prá nós em tempos fartos, mal daria para tomar um banho.
É isso que dona Delmind sonha. Além das outras necessidades que a falta d'água deixa de lhe oferecer, a sertaneja sonha com um banho de verdade. Luxo a nosso alcance , mas um sonho distante e irrealizável para ela.
O racionamento da água não é só para higiene não. O racionamento é para tudo desde cozinhar, limpeza da casa, água para beber e água para o porquinho que ela tenta engordar em tempos difíceis...
Além da escassez, devido à grande seca, a água é suja, imprópria não só para beber, para tudo.
As consequências do uso dessa água não ´potável, com certeza serão muitos problemas de saúde.
O que ela consome de água, para beber, lavar, limpar, cozinhar -somam 22 litros. Menos da metade que um banho rápido na cidade de São Paulo - 46 litros. Se o banho durar 15 minutos vai significar seis vezes mais: 140 litros.
A história de dona Delmindi me emocionou e me levou a pensar em nossa responsabilidade com o uso racional e responsável da água .
É fundamental agir, de forma consciente, para evitar a poluição dos mananciais de água doce e reduzir as perdas e desperdícios.
Para evitar racionamentos e ter água suficiente, proporcionando condições de boa saúde, inclusive, para as novas gerações é preciso que cada um de nós seja um consumidor consciente.

Se você nunca imaginou como é viver sem água suficiente veja a história completa de dona Delmindi, clicando:









5 comentários:

  1. Na Itália existe uma cota de água doméstica. Minha amiga e a família foram morar lá há 20 anos e ela me disse que não pode tomar banho diariamente não, pois se o vizinho perceber o barulho do chuveiro fora do padrão, leva o caso à polícia e a casa é multada. Qdo minha amiga hospedou pessoas brasileiras, ela avisou e não deram ouvidos... até que a polícia foi lá pessoalmente levar a multa pelo uso excessivo de água, sem contar que o dono da casa é comunicado e pode pedir pra pessoa desocupar o imóvel. Meu avó paterno era alemão e a vida toda tinha o costume de tomar banho somente aos sábados... E o costume do bidê vem daí de não tomar banho diariamente e então lavar as partes íntimas. Esse costume de se banhar diariamente foi qdo os europeus descobriram as Américas e particularmente nas regiões quentes onde os nativos se banhavam em rios a torto e a direito.
    Paz

    ResponderExcluir
  2. Gostei de suas informações. Sabemos que o uso da água em países europeus ´é realmente mais consciente e responsável., o que não acontece por aqui.
    Talvez medidas mais severas não tanto quanto ao uso domésico e para higiene, mas quantos desperdícios não poderiam ser evitados se houvesse uma maior rigidez e tb uma melhor administração pública que fiscalizasse vazamentos e poluição de mananciais.

    ResponderExcluir
  3. Nos EUA, mesmo durante o verão brabo, em muitas cidades o uso da água pra molhar o gramado pode ser suspenso por ordem da prefeitura e quem não cumprir leva multa e multa alta. E tb a taxa paga pelo uso da água é paga duas vezes pela mesma água: para qdo se consome a água e para qdo se descarta a água. Essa frescura de lavar calçada e lavar quintal a torto e a direito é um costume totalmente alheio aos países desenvolvidos. Aliás, nesses países nem há ralo no chão do banheiro e nem no chão da cozinha... não se joga água pra lavar o chão e sim usa-se um pano molhado. Claro que tem ralo qdo o chuveiro é sem banheira, mas não há ralo no chão pra escorrer água à la vonté.

    Se bem que no Brasil, a situação de excassez da água no Nordeste sá graças à pura corrupção política... nunca teve jeito... não tem jeito... nunca terá jeito. Teresina, capital do Piauí, está situada entre dois rios e o povo perece falta d'água.
    Paz

    ResponderExcluir
  4. As tuas informações são valiosíssimas. Sabemos que o homem tem concorrido para que isso aconteça pela sua ganância.
    A bíblia, também, nos informa que nesta última hora estas coisas acontecerão. Fiquemos vigilantes e busquemos a Jesus para que possamos ir morar com ele na Eternidade. E sermos felizes para sempre.
    Abração.

    ResponderExcluir
  5. Tunin, o mundo sempre padeceu e falta de água...
    No tempo de Jesus faltava água naquela região...
    Antes de Jesus tb havia seca naquela mesma região...
    A falta de água não é novidade no Velho Mundo e nem na África.
    Paz

    ResponderExcluir