terça-feira, 12 de março de 2013

O que fazer com este braço?


Barbaries...


Simples assim ! Jovem de 22anos atropela um ciclista também jovem de 21 anos na Avenida Paulista , SP, na madrugada de domingo.
Ato comum a irresponsáveis, covardes e sem compromisso com a vida humana: Não presta socorro e Foge do local do acidente.
Monstruosidade! Deixa o amigo no caminho, dirige-se para sua casa e ao perceber que um braço da vítima ficara preso no carro, não titubeia: joga o membro amputado num córrego ao lado da estrada.
Um crime hediondo. E, pasmem, o causador do acidente é universitário, estudante de psicologia, segundo informaram  os noticiários.
Já deve estar começando aplicar a sua psicologia de motorista embriagado e irresponsável.
Quanto vale uma vida , perguntamos? Em que mundo estamos vivendo? Estamos gerando monstros da era nazista? A que nível a humanidade chegou?
Primeiro , dizem os noticiários, restos de Eliza Samúdio são jogados aos cães.
Agora, um membro decepado de sobrevivente é atirado ao rio. Assim, como se descarta um palito de picolé ou um osso de frango...
Quanto mais eu vivo mais eu me surpreendo com tanta barbárie , tantas atrocidades cometidas...
O rapaz poderia ter tido o braço reimplantado se estivéssemos lidando com seres humanos e não com monstros.
Um braço reimplantado, mesmo que com movimentos comprometidos, creio que seria mais conveniente que a total ausência dele.

Veja a íntegra da declaração da médica Rachel Baptista, da equipe do Hospital das Clínicas que atendeu ao rapaz :
“Quero manifestar a minha indignação quanto a atitude desse monstro que atropelou o ciclista na avenida paulista e que inviabilizou a chance desse menino de 21anos de tentar recuperar o braço. A nossa equipe: Dr Guilherme Barreiro, Dra Rachel Baptista, Dr Kiril Kasai, Dr Daniel dos Anjos sente muito por essa desgraça. Estávamos prontos para tentar o reimplante e infelizmente a policia juntamente com os bombeiros não conseguiram encontrar o braço no rio. O tempo de tentativa já se foi e nos restou somente a opção de limpar e suturar a ferida. O paciente esta estável e foi terminada a cirurgia.

Sou totalmente a favor da lei seca e de tolerância zero. Não há como ter brechas permitindo pessoas totalmente irresponsáveis dirigirem nestas condições. Tem que haver justiça neste pais.

Sinto muito, mas chegamos ao nosso limite. Sinto pela família e pelo paciente.
Espero que vocês divulguem e busquem mobilizar o governo para ter uma atitude incisiva na aplicação das leis e na punição dos responsáveis”



O nome da vítima? David Santos de Souza
O nome do criminoso: Alex Siwek

Punição? Haverá alguma realmente que apague o trauma com que conviverá esse pobre rapaz pelo resto de sua vida? Haverá punição suficiente para aplacar a dor da família?
Mera sugestão: Não poderia também ,como uma forma de penalidade , o jovem Alex prestar assistência psicológica à vítima pelo tempo que ele com certeza irá necessitar?
Ironia do destino...

2 comentários:

  1. Ah, Edite, é com muita tristeza que leio seu texto...

    Suas perguntas são as mesmas que eu faço-me. Como alguém é capaz de atropelar uma pessoa e fugir?????????

    Como????????

    Eu sempre fui a favor da tolerância 0000000000, mas 0 mesmo pra álcool e volante. Dizem que é porque eu não bebo, mas não é por isso, não. É porque eu respeito a vida. A minha e a alheia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mito triste a realidade de nossos dias Ana!
      Eu não tenho mais palavras para manifestar meu repúdio a toda essa barbarie!

      Excluir