sexta-feira, 26 de julho de 2013

Os avós de nossos dias

Hoje, 26 de julho, é comemorado o Dia dos Avós.
e olha aí, meus dois mais recentes amores!
Uma data não tão lembrada como o Dia dos Pais ou Dia das Mães, sem apelos comerciais, mas significativa para marcar a importância deles na vida dos netos. Afinal, muitos avós são tão (ou até mais presentes) que os pais na Educação de seus netos.

Hoje, a grande questão para muitos avós é como participar da vida dos netos sem deseducá-los ou tirar a autoridade dos pais.
Eu não convivo com esse problema, porque meus netos moram longe de mim e nosso contato na maioria das vezes é apenas virtual.
Mas posso fallar dessa experiência que tive nesses últimos dias convivendo diariamente com meu netinho de 2 anos por quase 2 meses.
Esta é uma fase em que a educação precisa ser firme, com autoridade conciliada com afetividade., pois com tantas informações e facilidades que a criança tem hoje, corre-se o risco de termos crianças voluntariosas e desafiadoras. Ainda nem saíram das fraldas e já testam o seu poder perante os adultos. Nestas horas, os avós precisam ser firmes e não tão permissivos , sabendo se posicionar em suas atitudes, apoiando os pais na educação para não correr o risco de “estragar “ os netos desautorizando os pais.
Estão na idade em que tudo já entendem. O exemplo e a firmeza dos pais são muito importantes. Na peraltice, nada da avó ou avô passar a mão na cabeça do neto. Tenho presenciado cenas assim: Os pais corrigem e o neto busca consolo nos avós que sempre lhes perdoa.
Seja afetuoso, sim, mas converse, mostre o porque dos pais terem aplicado o castigo. Mostre a necessidade da obediência.
É importante que os avós passem sua experiência de vida aos netos, conte-lhes histórias, fale de sua infância. 
 Eu gosto muito de ler para minhas netas quando estão aqui, e com o Lucas, também já vou mostrando as figuras e falando sobre elas.Sem falar nas histórias infantis contadas na hora de dormir.
Também vou para o computador com eles e assistimos a vídeos . Para isso é preciso estar sempre atualizada com os novos lançamentos.
É comum me encontrar no quintal participando de alguma brincadeira ou sentada no chão com o Lucas “construindo” prédios ou castelos conforme sua criatividade. Enfim, estimulando-os a desenvolver novas potencialidades.
Quando estão aqui, gosto de levá-los à pracinha para brincar, tomar sorvete, fazer novas amizades, estimulando-os ao bom convívio social.
E não acredito que cuidar de netos seja mais fácil que cuidar dos filhos. A responsabilidade é a mesma e os avós precisam fazer-se respeitar também. Apenas os avós talvez por já estarem numa ffase mais tranquila e despreocupada com trabalho e outros compromissos tenham mais tempo e paciencia com os netos.

 
O relacionamento entre avós e netos precisa ir além, principalmente porque aquela figura da avó de cabelos brancos, fazendo tricô na cadeira de balanço é coisa do passado. Com o aumento da expectativa de vida, os avós hoje têm muito mais energia e vitalidade para acompanhar as brincadeiras dos netos e, por experiência própria, tem muito a contribuir para a formação das crianças.


a todos os avós!

Você também poderá gostar de;





Nenhum comentário:

Postar um comentário