segunda-feira, 2 de setembro de 2013

E setembro chegou...

 ... trazendo promessas de dias mais claros, céu mais azul e vitalidade plena.

Depois de um inverno rigoroso, ventos impiedosos castigando os campos e quintais, deixando tudo em tom cinzento e seco, o mês de setembro é aguardado com ansiedade.

Tempo de dias mais claros, céu azul e sol brilhante que nos leva a abrir as janelas, usar roupas mais leves e começar o nosso dia numa maior animosidade.
Setembro é assim: esperança de um novo tempo que recomeça. É como se nós também recomeçássemos.
Enquanto no outono e inverno permanecemos mais recolhidos , temos oportunidade de olhar mais para dentro de nós , face às temperaturas mais baixas que nos obriga a ficarmos mais reclusos em casa , curtindo mais o aconchego do lar.
Como na natureza , que guarda as sementes para que sejam germinadas no tempo certo, nós também aguardamos pela nossa primavera da vida.
É tempo de sonhar, de colocar em prática sonhos que acalentamos no período de incubação interior.
Imitemos a natureza. Vamos usar essa nova etapa para também sair da escuridão do inverno e trilhar um caminho de luz.

 hoje pela manhã o céu se apresentava assim , um sol reticente , indeciso, tímido...
 Difícil perceber neste cenário a aproximação da primavera.
 Mas sabemos que ela está lá, à espera e a qualquer momento vida nova vai surgir. Acreditemos ...

Observemos   com um pouco mais de atenção o que acontece ao nosso redor. Como esses coqueiros altaneiros, sempre elegantes, à espreita do sol que a qualquer momento irá raiar trazendo vida nova à sua folhagem.


Tentemos não deixar de ver a primavera que está chegando!

3 comentários:

  1. Lindo e ela, pouco a pouco se mostra! Lindas fotos! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. O tempo por aqui está meio maluco, Edite.

    Começou a chover ontem pela manhã e até agora não parou...

    Espero a primavera cheia de cores e perfumes.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Ana, está difícil visualizar a chegada da primavera. Por aqui nada de chuva, apenas muito vento, muita poeira e esse frio que resiste em se despedir...Fiquemos atentos à espera do sol de primavera!

    ResponderExcluir