quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Infância perdida no lixo

Que muitas crianças sobrevivem de sobras retiradas d,o lixo, seja recolhendo sobras de alimentos ou objetos que podem ser transformados em algumas poucas moedas, isso nós já sabemos. Sabemos, nos indignamos, ficamos estupefatos, mas infelizmente é essa a realidade de nosso país que prega aos quatro cantos ter acabado com a miséria.

Mas a imagem que a TV tem nos mostrado de lugares não tão distantes nem tão sertão assim contradiz toda essa falácia.

A reportagem que a TV mostrou nesse final de semana mostra crianças de uma comunidade de Recife (Pernambuco ) sobrevivendo não só do lixo, mas literalmente dentro do lixo.

Faça um esforço de memória e coloque dentro do Canal Arruda na capital pernambucana todo lixo que você imaginar que a cidade escoa.



Pela foto não é difícil imaginar. É em meio a animais mortos, comida podre, dejetos mil , lugar onde nem os peixes se atrevem a ir, que Paulo Henrique -9anos, Tauã Manoel de 10 anos e Geivson Alves- 12 anos catam latinhas para ajudar na renda da família de 18 pessoas, todas apertadas  num mesmo barraco.

A primeira vez que vi a reportagem, meus olhos se recusavam a acreditar no que viam. O mesmo contou o fotógrafo que flagrou casualmente esse momento.
A princípio não consegui ver o vídeo todo. Achei as imagens fortes demais.

 É repulsivo não só ver crianças ali atoladas por uma mísera quantia de 5 reais ao final de semana. Isto quando a coleta está boa, como relata Paulinho, o corajoso e destemido que se atola até o pescoço em busca do que considera seu “ganha- pão”. Em dia ruim, o esforço rende apenas $1.
 
É repulsivo também constatar que em 2013, pleno século 21 ainda temos famílias inteiras vivendo em condições sub humanas. 
É repulsivo o descaso do poder público. É repulsivo ver crianças que deveriam estar na escola precisar chafurdar num lamaçal de lixo prá "melhorar” sua refeição diária.
 
Refeição? Será que eles sabem o que é isso?
Sonhos? Eles tem muitos, conforme mostrou a reportagem. Mas já encontraram a resignação na vida que vem do lixo:Se a vida é assim, fazer o quê? Vai ter que ser. A gente só faz isso porque precisa. Seria bem melhor se não precisasse”, reflete Galego ( Geivson). 
 

Se você tem estômago e coração fortes, veja o vídeo. Depois reflita..
 Pare de reclamar de tudo. Somos tão ricos, temos tanto... e muitas vezes nem percebemos os “pequenos luxos” que nos sustentam.

Esta é mais uma das imagens que o país mostra lá fora! O País  cujos governantes se gabam de ter erradicado a miséria!

leia também:

2 comentários:

  1. Que coisa tudo isso!! Tristeza!

    ¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•

    Meu agradecimento pelos carinhos todos nesse ano e desejos de FELIZ NATAL e lindo, iluminado e com muita garra 2014 ! beijos,chica

    ¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•

    ResponderExcluir
  2. Chocante chica...revoltante...E triste, muito triste ver a vida reduzida a tão baixas condições.
    Um feliz natal pra vc tb. Bjs

    ResponderExcluir