quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Não faça tempestade em copo d'água...

e tudo na vida são copos d'agua...



Hoje buscando alguns exemplares de livros para uma amiga, casualmente caiu-me às mãos um livro que há muito tempo o havia esquecido num canto da estante.



'Não faça tempestade em copo d'água” é um Best seller de Richard Carlson .

Não o considero um livro de auto-ajuda, como muitos podem pensar e já excluir sem nem mesmo conhecê-lo.

Trata -se de um livro de reflexões para que possamos encarar a vida de maneira mais realista e leve, eliminando os excessos, preocupações desnecessárias ou supervalorizando pequenos problemas e questões que nos tiram o prazer e prejudicam nosso bem estar.. Trata-se de eliminar tudo aquilo que futuramente irá refletir em nossa qualidade de vida, ocasionando estresse ou descontroles emocionais.

Claro que nos dias de hoje as necessidades da vida moderna nos coloca num ritmo alucinante de mil coisas a fazer, muitos compromissos a cumprir.

Nos deparamos diariamente com pessoas “estressadinhas' que no trânsito buzinam por qualquer razão, tentam ultrapassagem a qualquer custo expondo em risco não só sua vida como a de terceiros.

Já presenciei em filas de banco pessoas descontentes com a espera e mostrando claramente seu descontentamento pela fila preferencial , sem falar naqueles que “surrupiam” a vaga especial, porque se acham no direito de ali estacionar “ apenas um minutinho”. Estão com pressa , os pobres coitados....

São os estressadinhos de plantão. Irritam-se por pouco, porque seu copo d'agua já está cheio e basta apenas mais um pingo para transbordar..

Esta é a proposta do livro: “mostrar a você como impedir que as pequenas coisas , que surgem a todo momento em sua vida , o enlouqueçam”.

É procurar transformar um cotidiano turbulento em dias mais tranquilos onde priorizamos atividades e funções e não descarreguemos nosso humor negro naquele que está mais próximo.

São palavras dele: “Pessoas eficientes não são necessariamente pessoas que não tem mãos a medir, na quantidade de tarefas que escolhem para si mesmas, ou que se acreditam capazes infalivelmente de administrar o seu estresse”

“Pessoas eficientes são aquelas que conseguem encontrar , em suas vidas, espaço para o prazer, o lazer em família, tempo para meditação, tempo para si mesma como por exemplo ler um livro ou ouvir música”


'Não faça tempestade em copo d'água”, não é um livro para ser lido de ponta a ponta , sequencialmente. Leia aleatoriamente aquele título que mais lhe agradar e que julgar condizente com seu dia a dia. Pode-se dizer que seja um livro de cabeceira, ao qual sempre retornamos como a reafirmar conceitos.


Vale a pena conferir! Fica aqui a dica.














7 comentários:

  1. A Bíblia é tb um livro de auto-ajuda e basta ler os 33 capítulos de Provérbios pra saber disso. Muito do que Paulo escreveu em suas cartas é auto-ajuda tb. Não entendo o porquê desse desprezo no Brasil por livros de auto-ajuda. A única coisa que posso pensar é que editoras brasileiras não fazem boa revisão de texto dos autores brasileiros e daí os livros não resultarem em bons livros. O livro "A Última Grande Lição" -considerado de auto-ajuda- deu filme com Jack Lemmon... excelente livro, excelente filme. Outro excelente livro de auto-ajuda é um de autoria doe Miguel Ruiz, The Four Agreements - Os Quatro Compromissos. O livro do seu post é muito bom e o autor lançou outros no mesmo gênero... auto-ajuda.
    Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Paz. Como não se abastecer com os ensinamentos lidos em "Provérbios"? São verdadeiros roteiros de auto-ajuda como vc diz. Tb não entendo essa aversão de alguns contra esse tipo de livro. É como eu disse: leia aquilo que mais lhe interessa e retenha aquilo que lhe faz bem , que está de acordo com seu cotidiano. Nem é preciso aceitar tudo que o autor diz . A sabedoria está em saber selecionar aquilo que lhe interessa. Eu particularmente, gosto muito desse livro que citei. Ele ajuda a rever um pouco de nó mesmos, a direcionar nosso viver e pensar.
      Bjs.

      Excluir
  2. Há muita sabedoria naqueles que sabem fazer da chuva um som gostoso, e dos momentos menos bons, algo que passará sem por isso afectar o espírito e a vida! A serenidade é importante e sobretudo não é tanto o que acontece mas a maneira como encaramos aquilo que nos acontece, que é importante!

    Um beijinho feliz para si

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniel, mas vc há de convir comigo que é muito difícil manter a serenidade diante de sua casa toda cheia de barro, semi ou totalmente destruída, mobília perdida.... Sem falar naqueles que ficam ilhados e com falta de alimentação e saneamento básico deficiente aumentando o risco de doenças, além de familiares ou vizinhos perdidos nas águas do rio ou soterrados....

      Excluir
  3. Oi Edite! Consegui incluir seus blogs nos meus favoritos! Acredita que o problema é no Google Chrome? Troquei para o Internet Explore e consegui! Mistérios cibernéticos! rs...rs...rs... Mas, vamos ao seu post! Realmente se formos nos desgastar com as pequenas coisas do dia a dia não chegaremos a lugar nenhum! Quanto ao rejeitar livros de auto-ajuda, eu não tenho problema com eles... o importante é a gente interpretar o que lê e reter o que acha que convêm. Eu, sou muito crítica, é difícil eu ler um livro e gostar de cabo a rabo! Mas, também, nunca li um livro do qual não tenha aproveitado alguma coisa! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito sábia sua interpretação do texto , Tetê. Sabedoria ao ler, sabendo interpretar e reter aquilo que nos convem. Muito bem dito. Bjs
      E que bom que agora já faço parte dos seus favoritos. Isto só me honra. Abcs

      Excluir
  4. Olá Edite,
    Infelizmente a maioria das pessoas são assim, gritam ao ventos até por uma mentira que faz ser verdade.
    O homem mudou para pior, parece que não conhecem Deus. Ah! Mas a hora que Deus irar, vão cair de joelhos. Será que não será tarde demais.
    Gostei do blog, porque em blogs religiosos, a gente, aprende.
    Estou seguindo.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir