quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Momento ternura

Contar histórias para uma criança desenvolve sua imaginação e favorece seu desenvolvimento intelectual e emocional. Ouvindo as histórias as crianças viajam no mundo da imaginação, aguçam sua curiosidade e estimulam sua criatividade. 
Um maior estímulo acontece quando lemos a história acompanhada das gravuras nos livros onde a criança concretiza em imagens aquilo que já está em sua imaginação.
Além do que é factível que crianças que tem contato com os livros desde muito cedo , tem seu potencial de alfabetização mais acentuado.
Quando os avós , pais ou outros familiares estimulam essa curiosidade natural das crianças, isso só vem a contribuir fortalecendo os laços afetivos entre eles.


E assim foi que Lucas ficou tão entusiasmado com a pequena coleção de livros infantis que dei a ele logo no dia que chegou , que ficamos até tarde lendo e contando histórias . 
Sua ansiedade era tanta que precisou de muita insistência para que entendesse que era hora de ir para cama dormir .
Já era bem tarde e ele queria a todo custo também assistir o DVD que acompanha a coleção.
Enfim ,já caindo de sono concordou , mas no outro dia bem cedinho já veio me tirar da cama dizendo que já era tarde e que me levantasse para vermos as histórias em DVD
E durante os dias em que esteve aqui , nos empoleirávamos em cima da cama ou do sofá e ali ficávamos em uma cumplicidade total absorvidos com o mundo das fantasias . 
É claro que não podia faltar a Maria Eduarda que quando percebia o movimento, vinha de mansinho e se aninhava entre nós …
Momento ternura !


E como não podia faltar , tivemos também o momento da escrita . Ou melhor , das garatujas , primeiros rabiscos com que a criança procura se expressar .
 A maneira com que o adulto recebe e presta atenção a esses primeiros “rabiscos” da criança é muito importante para seu desenvolvimento quer intelectual, emocional e afetivo. Podem não ter significado algum para o adulto , mas fazem parte de seu desenvolvimento e devem ser encorajadas. É através da aceitação desses pequenos sinais de escrita que a criança pode desenvolver segurança naquilo que faz e força na expressividade , afastando a timidez e sentimento de incapacidade.
 
Maria Eduarda , dentro de seus 1 ano e 8 meses ainda está na fase das garatujas desordenadas , mas só o fato de se interessar em manipular um lápis ou uma caneta já significa aprendizado .
Lucas , com 3 anos e 8meses já se encontra em fase mais adiantada , dentro do seu estágio de desenvolvimento . Já dá nome às garatujas e identifica suas imagens .



Na folha vertical desenhou uma baleia e na horizontal desenhou o pasto do sítio do vovô. Pediu-me que colocasse ali os animaizinhos da fazenda.
 Lembrou-se da represa , fez a água já na cor azul e pediu que eu colocasse os patinhos e gansos. Fez graminhas para os boizinhos e "desenhou  milho" para as galinhas. Também lembrou de desenhar ali o papai , a mamãe e o carro do vovô.
Enquanto chovia lá fora , ficamos ali no salão de artesanato perdidos no mundo de expressividade das crianças.
 Eu como observadora , Maria Eduarda e Lucas concentrados em sua importante tarefa de “garatujar”.

Mais um momento ternura !

Adicionar legenda
Adicionar legenda
 

5 comentários:

  1. Que amor e esse momentos ficam bem marcados para todos! Lindas fotos! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Edite! A criança é mesmo de uma ternura capaz até de modificar a nossa maneira de ver a vida. Amei os desenhos de Maria Eduarda e Lucas! E vovó amorosa faz bem assim, parabéns!

    PS: Quando eu precisei restringir o Crescendo Juntas aos leitores convidados, você estava na minha lista. Pois, tenho um carinho muito especial pelos seus cuidados sempre expressados em palavras que eu chamo proféticas. Os seus comentários alimentam a força para eu continuar lutando pela Laura. Os seus elogios me incentivam e me alegram. Então, eu enviei o e-mail explicando porque eu precisava restringir o blog. Depois enviei o convite do Blogger. Porém, nenhuma das duas vezes eu tive retorno. Pensei que por alguma razão você não teria aceitado. Mas, que bom que você se manifestou favorável! A sua presença é muito importante para nós no Crescendo Juntas. Eu só preciso de um endereço seu de e-mail do gmail ou do yahoo, ok? Quando você me informar, eu te envio o convite e logo nos encontraremos lá no Crescendo Juntas! Você pode me informar nos comentários do Maria Rosa Sonhos ou através do meu e-mail (mariarosasonhos@gmail.com). Te esperamos!

    Beijo carinhoso!

    Renata e Laura

    ResponderExcluir
  3. Que delícia esses momentos com os pimpolhos.
    É muito importante valorizar e estimular as crianças nessas atividades. Tenho desenhos guardados do meu sobrinho/afilhado que ele fez na escolinha para mim. Muito fofo! Claro que não entendi nada dos desenhos, mas elogiei e guardei de lembrança.
    Parabéns por incentivá-los no início dessa jornada de descoberta e conhecimento.
    São lindos os netinhos. Aproveite bem, pois eles crescem rápido demais e depois que se socializam preferem brincar com os amiguinhos-rsrs.


    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Aproveite bastante!!!! Pq vc já sabe: as crianças crescem rápido, rápido.... Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir