segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Um giro pelo meu quintal 2

Bem, amantes das plantas e flores principalmente . Hoje quero falar aqui da minha epíscia cupreata . 

Nome difícil não? Mas difícil foi também eu encontrar sua ficha botânica .
Podem chamá-la de Planta- tapete . Chic , não ?.
Pois é , toda essa informação eu encontrei na net. E o site está aí nessas fotos “coladas” logo abaixo.

Parece uma plantinha simples e comum a quem não possui esse outro lado observador . Mas um olhar diferenciado irá fazer notar o aveludado brilhante de suas folhas e a delicadeza no vermelho intenso das flores pequeninas. .

Eu tive um vaso há algum tempo que causava admiração e até “inveja “ em minha cozinha.
Porque essa planta é assim : encontrando um local apropriado para seu desenvolvimento , ela vai de vento em popa . E no verão sua floração abundante realmente encanta.

Eu sempre a tive em vasos .Mas plantada , onde possa se alastrar , parece mesmo um tapete .Por isso o nome popular : PLANTA TAPETE.

foto de arquivo próprio

A minha EPISCIA é essa aí ! Lindíssima ! É uma nova muda que fiz trazendo uma mudinha da casa da minha irmã . A plantinha dela está sempre florida e exuberante . O que me surpreende e intriga é que o arranjo dela foi formado por uma mudinha do meu antigo vaso. 
E foi assim: espalhei tantas mudinhas por aí , que minha acabou morrendo.

 foto de arquivo próprio:
reparem  nos dois "estolhões" vindo debaixo da folhagem da planta . Essas são as mudinhas.


Fica aí um aviso. Muito cuidado ao fazer as mudas para replante.
 Espere que a planta produza uns ramos finos e bem compridos . São os ESTOLHÕES . Corte-os com cuidado . Observe que na junção do fino caule possui pequenas raízes . Plante-os então em local com substrato adequado e trate de forma correta.

Evite água em demasia , pois pode “afogar” a planta e matá-la involuntariamente. Ela prefere solos mais secos . Também não deixe cair água nas folhas . São sensíveis e apodrecem. 
Preferem locais com boa claridade , mas sem exposição direta ao sol.


foto google

 O mais comum é o exemplar de flores vermelhas , mas  pode-se encontrar exemplares nas cores amarelo , rosa , branco e lavanda . Assim também como uma variação na tonalidade das folhas 

Ah, e mais uma informação : é planta originária da Amazônia , como encontrei no site em questão . Mas chegaram ao Brasil vindas da Venezuela e Colômbia . 



7 comentários:

  1. Que lindas e apesar de complicado o nome, enfeitam muito! Gostei de ver e aprender! bjs, tuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. OI EDITE!
    ADORO FLORES E TUAS DICAS FORAM ÓTIMAS.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bonita planta, Edite! Suas flores são delicadas e cativantes...
    Um abraço nesta 3ª feira...

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, Edite, vc saber lidar tão bem com a natureza na sua mais singela forma. Dia desses li um pensamento lindo na net... em inglês, sem autoria... traduzi pro português e aproveito pra postar aqui pq acho que tem muito a ver... e quem quiser aprimorar minha tradução, sinta-se à vontade se achar necessário. É que algumas vezes a gente tem de mudar bastante a maneira de se expressar em um idioma pra passar o mesmo sentido pra outro idioma.

    "Oxalá sua vida se torne serena;
    oxalá a auto-aceitação se manifeste hoje e todos os dias;
    oxalá todo o seu sucesso possa ajudar ao próximo.
    Assim seja." / Paz

    ResponderExcluir
  5. Olá Edite, que coisa linda! O nome é sofisticado e bem difícil, mas a flor é simples, bela, parece que "sorri" enfeitando a vida! Alias, as flores "sorriem" sempre enfeitando nossos caminhos! Lindo! Lindo! Um abraço...

    ResponderExcluir
  6. Olá Edite, que coisa linda! O nome é sofisticado e bem difícil, mas a flor é simples, bela, parece que "sorri" enfeitando a vida! Alias, as flores "sorriem" sempre enfeitando nossos caminhos! Lindo! Lindo! Um abraço...

    ResponderExcluir