quarta-feira, 1 de abril de 2015

Mudando de apartamento




Já fazia algum tempo que não ia a Goiânia, embora os netos tenham me visitado neste intervalo. Mas como não ficar feliz e ansiosa na expectativa do próximo encontro?


E assim foi que parti para Goiânia com a finalidade não tanto de uma viagem de recreio, mas com o pensamento voltado para um objetivo quase que exclusivo: ajudar na arrumação da mudança de minha filha para um novo apartamento e ajudar a cuidar das crianças em horários extra –babá .

Então eu brinco que minha viagem foi “a trabalho” e não "a passeio".  Eu já sabia do tumulto e toda bagunça e confusão que iria enfrentar. Afinal, difícil quem  não enfrentou uma mudança pelo menos uma vez na vida. E eu já tive essa experiência por duas vezes : quando me casei e anos depois quando me mudei para a casa atual há 40 anos atrás .

E bagunça de mudança a gente nunca esquece. Nada mais natural encontrar o que já esperava   acrescentado de um  pouquinho mais .  


Era um tal de  embrulha , empacota , desmonta , separa, desliga ..etc... Tudo conciliado com a curiosidade das crianças.

 Lucas como é o maiorzinho já entende que vai para um apartamento novo e mais espaçoso. Está ansioso com a novidade ao mesmo tempo em que quer conferir tudo que colocamos nas caixas.E acaba dando  um trabalhão convencê-lo a não remexer nas caixas, apesar de tudo lacrado, para retirar “aquele brinquedo”

Maria Eduarda , “ passeia” por entre as caixas , escolhe os lugares mais apertados entre as mesmas para se esconder , quando não está a subir em alguma .

Aaai... Meu Deus , que confusão! Muita poeira e também muitas advertências...

que confusão!

Na sexta feira o caminhão de mudanças chega para levar a mobília mais pesada.
 Lucas vai para a escola... Ufa! Apenas a Maria Eduarda no meio da confusão. E haja paciência, boa vontade e agilidade para correr atrás dela pela porta aberta que dá para o elevador.

Agora me ocorreu que talvez a babá pudesse ter descido com ela para a área de lazer do prédio ou talvez para o saguão.  Mas acontece que ela também está um "pouco perdida" com essa mudança que lhe vai causar transtorno em sua locomoção para o novo apartamento.  


Bem , após 2 horas ou mais ficamos livres de homens entrando e saindo do apartamento.  

Ufa ! O caminhão de mudanças levou o necessário para dormirmos lá essa noite .  Mas hoje ainda vamos almoçar aqui ! 
É hora de ir para a cozinha e se virar com o que restou dos utensílios e dos alimentos que restaram na geladeira !

Bora , que o pessoal tá chegando para a hora do rango!








5 comentários:

  1. rsss..Essa confusão é bem normal,né? Mudanças são assim! Boa sorte na casa nova pra tua filha e família! bjs e desde já, FELIZ PÁSCOA!! chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Edite, mudança é confusão mesmo, o bom é que quase sempre é para melhor. Sei o que vc está passando, pois estou tmb em meio a uma. Hoje foi o dia D de dessarrumar para aguardar uma nova mudança. Estou cansada assim como vc. Vc ainda mais, pois ainda precisa cuidar das crianças. Maria Eduarda é linda. Desejo sorte e muitas bençãos para sua filha. bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Dizem que Goiânia é uma cidade linda! Mas ainda não conheço. Bjs e boa Páscoa, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  4. Oi querida amiga Edite, vim lhe desejar Feliz Páscoa, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Edite,
    Mudança dá uma trabalheira danada,
    mas é gostoso ver tudo arrumado depois.
    Uma 'Feliz Páscoa' a você e sua família,
    eu gostei de ler também a postagem:
    'Dia de parar e reparar na Cruz'.
    Que possamos dia após dia,
    amar e viver a mensagem da Cruz.
    Bjs!

    ResponderExcluir