domingo, 19 de julho de 2015

FESTA DA CEREJEIRA/ 2015






Eu sempre tive muita vontade de conhecer a festa da cerejeira . E acreditem , embora esse maravilhoso evento da cultura japonesa aconteça a apenas uma hora de minha casa , eu ainda não conhecia . E olha que estão na vigésima nona edição!


Neste ano o evento ocorreu no início deste mês de julho. São apenas três dias de festa , mas onde tudo acontece com muita intensidade . A florada dura apenas uma semana  e tudo deve acontecer nesse período.

Tudo acontece ao lado do jardim das cerejeiras , árvores plantadas aqui em Garça já já mais de três décadas . Sua beleza atrai pessoas de diversos cantos da região para contemplar a florada.

Neste ano, o clima não colaborou muito não . Estava muito frio e chuvoso ,  mas mesmo assim tudo transcorreu conforme o programado : as danças orientais , a culinária japonesa , jogos , os passeios pelo  Lago Artificial J. K. Williams. , shows e uma grande praça de alimentação e de comércio variado, incluindo artigos orientais.
Não há como resistir a tantas barracas de guloseimas para atiçar nosso apetite.

 
não resisti e lá se vai um fondue...
Realmente é um evento recorde de visitantes . Este ano atingiu mais de 150 mil visitantes em três dias .

No domingo à tarde , já no último dia do evento , eu me armei de coragem para enfrentar o frio rigoroso e a previsão de mais chuva, e lá fomos nós . Eu e minhas duas irmãs que toparam fazer essa empreitada comigo.

O frio intenso e o vento gelado não foi suficiente para quebrar nosso entusiasmo .
 
e já que não vou ao Japão , nada me impede de "sonhar"....
 Realmente é uma festa que vale a pena participar . E prometi a mim mesma que , agora que conheço o caminho , não há quem me segure mais . Próxima festa ,” tamo junto “

Neste ano, as chuvas intensas tiraram um pouco a beleza das cerejeiras que se encontravam um pouco “caidinhas “ Mas ainda deu para  trazer algumas recordações em fotos .
 
aqui não resisti e trouxe umas mudinhas prá completar minha bancada de cactos



Um pouco de história e informação
A história das cerejeiras em Garça começou em 1979, quando Nelson Koshe Ichisato, trouxe as primeiras mudas de cerejeiras para o município. Nascido em Oshima, Yamagutiken, o sr. Nelson para matar as saudades do país de origem, durante anos visitou a florada das cerejeiras em Campos do Jordão, o encantamento foi tanto que decidiu trazer as mudas para cidade de Garça, onde morava.






No começo poucos acreditaram que o plantio de mudas no bosque desse certo. Cento e dez mudas foram plantadas em uma só vez e para sua tristeza, após o plantio choveu muito na região e várias mudas morreram. Mas, ele não desistiu. No ano seguinte, novas mudas foram plantadas. De lá para cá elas se tornaram responsáveis pelo mais belo parque de cores, que todo ano floresce encantando turistas que visitam a cidade apenas para admirar as flores.

Garça e região se rendem aos encantos da flor e a festa é hoje um dos eventos temáticos mais reconhecidos do País, fazendo parte do calendário turístico do Estado de São Paulo.







3 comentários:

  1. Que linda festa e que bom aproveitaste! Lindas fotos! bjs, tudo de bom e inté! chica

    ResponderExcluir
  2. Que festa maravilhosa! Não conhecia sua origem e me encantei com as fotos. Fez bem em desafiar o tempo e ir conhecê-la. Se morasse perto, também não resistiria. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá Edite! Vendo o seu bonito post! Gostei muito!!
    Não sabia da festa e das cerejeiras por lá... Que joia! Deve ser um evento lindo!...
    Estive no Japão no ano passado/março e presenciei o início da florada...

    Abraços e boa tarde...

    ResponderExcluir