sábado, 28 de janeiro de 2017

A chuva continua...




E a chuva continua a cair . Chove fria e mansamente , chove quase que ininterruptamente . Assim passam-se os dias , assim passam -se as horas ...assim termina Janeiro ! Muita chuva , muita terra molhada , muita reclusão em casa
A chuva não dá tréguas ! Neste momento mesmo seu ressoar é como uma cantiga suave num compasso firme e lento.

Janeiro é sempre assim … chuvoso , mas calorento . Se chove hoje e amanhã faz sol , este parece que vem se vingar de seu recuo forçado . Seus raios castigam intensamente. E à noite a chuva cai novamente ! É como um ciclo vicioso , chuva ...sol, chuva...sol....

Nesses dias chuvosos , as horas passam lentamente , tudo fica demorado e lento . A mente a invocar que é hora de madornar … refletir pensamentos que teimam em vir à tona como se também estivessem cansados de ficar reclusos e esquecidos...

Em dias assim , gosto de ficar reclusa , envolta em meus pensamentos … saboreando minha própria companhia . Muito bom ler , ficar em frente à TV, ou diante do computador escrevendo textos “vazios “ como esse.

Da porta da cozinha olho para o fundo do quintal e vejo o canteiro molhado , as plantas silenciosas agradecendo a ausência de vento . Nem sei dizer se ainda saboreiam a carícia dos pingos ou se também não gostariam de uma trégua após tanto aguaceiro .

O pedreiro não veio trabalhar , o agricultor vê suas plantações “afogadas”,  a terra arada levada pela força da enxurrada, o bóia -fria há dias não tem seu ganha pão diário , algumas estradas intransitáveis , outras casas alagadas...

E assim segue Janeiro à beira de seu final , e parece que vai adentrar Março para cumprir o que diz a canção de Tom Jobim : “são as águas de Março fechando o verão"



Dias chuvosos tem essa magia , esse poder de nos remeter ao passado . Fecho os olhos e me vejo diante do rádio ouvindo aquela canção de Demetrius , (anos 60): " O ritmo da chuva "

“Olho para a chuva
 que não quer parar ,
Nela vejo meu amor …

Esta chuva ingrata, 
que não vai parar
Pra aliviar a minha dor..."

https://youtu.be/WRfMaLdw0Vc

Ou então Jorge Ben: 

 "chove chuva
chove sem parar …
Pois eu vou fazer uma prece
prá Deus nosso Senhor
Pra Chuva parar
de molhar o meu divino amor …"

https://youtu.be/RSlnTUJ8JCo

E o dia segue lento e moroso
A chuva a cair evocando lembranças....



Nenhum comentário:

Postar um comentário