segunda-feira, 19 de junho de 2017

A história de Rozeli – gente que faz

Ela faz a Diferença !


Final de semana é sempre uma chatice para quem tem que ficar em casa durante os dois dias sem opção de programação atraente na TV. 
Se durante a semana a programação não nos atrai , inclusive as novelas que já esgotaram suas possibilidades de criatividade , aos domingos tudo piora . Não há o que agrade . Muita cópia , repetições com novos formatos e etc...Nada que nos surpreenda .


E foi zapeando canais que em determinado momento parei na Record . Não que fosse algo diferente, , porque atualmente o que mais se vê em programas de auditório é apresentador realizando sonhos de alguém .Mas a história de Rozeli chamou minha atenção. 

Rozeli é brasileira da Silva mesmo , como se faz assinar. É conhecidíssima pelo que busquei na Net . Já participou de diversos programas , inclusive do Jô Soares . Tem seu trabalho relatado em páginas de jornais e revistas .…
Mas eu não a conhecia . E sua história me tocou .

São pessoas como Rozeli , que nos fazem sonhar e acreditar num amanhã melhor . Analfabeta de origem , veio a conhecer a escrita aos 32 anos . Ainda está em fase de aprendizado , mas tem muito boa vontade , tanto que até já manuseia computador . Como ela mesma diz : “Não sei escrever , mas sei pensar “

Rozeli da Silva é natural de Porto Alegre , criada na Restinga .Já morou na rua , passou fome .  De família numerosa , com 12 irmãos , Rozeli ajudava a cuidar dos irmãos enquanto a mãe saía para  trabalhar bem cedo e só voltava à noite . 
Rozeli deixa claro o quanto sentiu a falta de afeto dos pais , mãe e padrasto. 

E foi assim que Aos 12 anos, numa tentativa de mudança de vida , arrumou um companheiro e engravidou do mesmo . Cansada da violência doméstica praticada pelo companheiro que era alcoólatra , Rozeli foi morar na rua . Conheceu e experimentou  de tudo que essa “escola da vida “ lhe proporcionou .

Casou-se por duas vezes e em todos esses relacionamentos foi vítima da violência doméstica .
Mas Roseli era tinhosa e criou seu próprio sistema de sobrevivência sempre com o olhar e a mente mais distante do que seu olhar podia alcançar . E foi assim que Roseli tornou-se gari , profissão que exerce até hoje . 

No seu dia a dia em contato com a realidade das ruas , Rozeli foi amadurecendo um sonho : o de criar uma organização não governamental que acolhesse meninos e meninas de rua , que fatalmente se tornariam vítimas do tráfico e da violência em geral , se ninguém lhes desse outra opção de escolha .

Rozeli sabia o que era a vida das ruas . Sabia da luta pela sobrevivência de meninos e meninas pedintes de rua e que dormiam debaixo de viadutos e marquises ..
 A vontade de cuidar dessas crianças e adolescentes foi crescendo dentro dela . O sonho foi se materializando . 

Muitos não acreditavam , claro . Sempre há aqueles prontos a fazer ruir os sonhos de outros . Dificilmente se concretizaria ,zombavam alguns . Mas , determinada como ela só , com a ajuda da assistente social do Departamento municipal de Limpeza , conseguiu que em 1996 colocassem seu projeto no papel . 
"Ela era meu lápis" ,conta  ela , porque eu não sabia escrever “

Separada do segundo marido . Rozeli acreditava tanto no projeto que vendeu a própria casa para investir no mesmo e muitas vezes usou o próprio salário para comprar alimentos para as crianças .
No início o projeto atendia 80 crianças . Mas , como já foi dito , Roseli percebeu que só alimentar e acolher não bastava . Era preciso mais . Fez parcerias com empresas , conseguiu a construção de um novo prédio e hoje atende cerca de 400 crianças , . Conta com faxineiras , nutricionistas , pedagogas , assistentes sociais e tem parceria com o Ministério Público .

Quer conseguir uma cozinha industrial para profissionalizar os adolescentes . Também sonha com uma panificadora , razão de sua ida ao programa do Faro.

De trombadinha a agente transformador . Como ela mesma diz , agora já deixando as gírias e o palavreado de rua : “ A verdadeira alquimia aconteceu comigo “ De menina pobre de rua , desbocada e “trombadinha , a menina que falava palavrões tornou-se “gari “ com muito orgulho e quer transformar o mundo .

O mundo , Rozeli , não sei ! Mas com seu trabalho de formiguinha você já conseguiu muito , transformando a realidade a seu redor . Assim as Rozelis se multiplicassem por este nosso Brasil a fora . Como disse o apresentador do programa , “ conhecendo sua história sinto-me pequena demais ao seu lado . Você é gente que acredita , que sonha e que faz ! 
Parabéns , Rozeli . Seu exemplo , sua garra e determinação com certeza serve de inspiração a muitos .

O sonho de Roseli cresce a cada dia . Aspira a formação jurídica , porque acredita que conhecendo as leis , fica mais fácil defender sua ideias .

  Vá em frente ,Rozeli ! Sonhe e faça acontecer ! Porque como você mesma diz , " só não sonha quem não está vivo !


*********************************************************************************** 











Cada dia eu acordo sonhando,
 porque só não sonha quem não está vivo.
A gente faz um sonho virar realidade
 e já arranja outro, não é?

Rozeli da Silva

















Nenhum comentário:

Postar um comentário