quarta-feira, 15 de agosto de 2018

SEMPRE HAVERÁ ALGUÉM

Bráulio Bessa é um poeta nordestino que tem uma apresentação semanal no programa Encontro " de Fátima Bernardes .
 Você por certo já deve ter ouvido falar dele ou conhece alguma de suas poesias . Com sotaque marcante , Bráulio Bessa ganhou notoriedade após usar a internet para promover um verdadeiro resgate da literatura de cordel através das redes sociais .Seus vídeo e declamações tem milhões de visualizações e sua poesia grandemente propagada através do programa "Encontro " da Rede Globo , onde faz parte do quadro poesia com rapadura . Gosto de seu jeito simplório e a maneira "arretada que tem de proclamar seus poemas . Percebe-se a admiração dos participantes no auditório .

"SEMPRE HAVERÀ ALGUÉM" é um poema de incentivo e confiança no amanhã que pode nos revelar grandes surpresas . Quando tudo parece fugir ao nosso controle , quando nos sentirmos sozinhos , havérá sempre alguém cruzando nosso caminho e disposto a nos ajudar. Porque , por mais que o mundo caminhe de forma a nos fazer desacreditar , "sempre haverá o amor , sempre haverá o bem , sempre podemos ajudar alguém e sempre alguém poderá nos ajudar .

t.

SEMPRE HAVERÁ ALGUÉM
(Bráulio Bessa)

"Se por acaso você não conseguir caminhar
Se seus pés se enfraquecerem e a estrada se alongar,
Sempre haverá um alguém capaz de lhe carregar

Se por acaso você sentir a alma sangrar
E se a alma ferida fizer você chorar,
Sempre haverá alguém capaz de lhe consolar

Se por acaso você sentir o mundo lhe escapar
E tudo for solidão e a solidão lhe machucar,
Sempre haverá alguém capaz de lhe abraçar

Se por acaso você não conseguir enxergar
Perdido dentro de si vendo tudo se apagar,
Sempre haverá um alguém capaz de lhe encontrar

Se por acaso você sentir a vida açoitar
E na hora da agonia você se desesperar,
Sempre haverá um alguém capaz de lhe acalmar

Se por acaso você ver tudo se apressar
Se todo mundo correr se o tempo acelerar
Sempre haverá um alguém capaz de lhe esperar

Se por acaso você deixar de acreditar
Se a própria humanidade lhe decepcionar,
Sempre haverá um Alguém capaz de lhe inspirar

Se por acaso você sentir medo de amar
Se achar que não é mais capaz de se apaixonar,
Sempre haverá um alguém capaz de lhe conquistar

Sempre haverá amor, sempre haverá o bem
Numa via de mão dupla, com a força de um trem,
Alguém ajuda você e você ajuda alguém

Já que sempre haverá alguém para lhe entender
Lhe carregar, lhe acalmar, lhe abraçar quando doer,
Alguém para lhe confortar quando o mundo lhe bater

Já que sempre haverá alguém para lhe socorrer

Só é preciso ser justo e grato para perceber
Que sempre haverá alguém precisando de você."

*******************************************************



O que é Literatura de Cordel

Literatura de Cordel é uma manifestação literária tradicional da cultura popular brasileira, mais precisamente do interior nordestino.
Os locais onde ela tem grande destaque são os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Pará, Rio Grande do Norte e Ceará.
No Brasil, a literatura de Cordel adquiriu força no século XIX, sobretudo, entre 1930 e 1960. Muitos escritores foram influenciados por este estilo, dos quais se destacam: João Cabral de Melo Neto, Ariano Suassuna, Guimarães Rosa, dentre outros.
O termo “Cordel” é de herança portuguesa. Essa manifestação artística foi introduzida por eles no país em fins do século XVIII.
Na Europa, ela começou a aparecer no século XII em outros países, tais quais França, Espanha, Itália, popularizando-se com o Renascimento.
Em sua origem, muito poetas vendiam seus trabalhos nas feiras das cidades. Todavia, com o passar do tempo e o advento do rádio e da televisão, sua popularidade foi decaindo.









segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Meu dia dos pais foi assim....

O tempo passa, os filhos crescem ... voam...
Nem sempre podem estar ao nosso lado .
 A distância é obstáculo que dificulta  a aproximação física . Resta então o consolo da comunicação "on line " , do abraço à distância ... 
Assim foi o dia dos pais aqui em casa ... distante dos filhos , mas próximos no afeto, próximos no coração .

Meu filho mais velho já se encontra no Brasil, em vésperas de vir para casa .
É preciso partilhar também a companhia . E, por ora é a vez dos sogros , favorecidos por morarem na Capital próximo ao aeroporto onde desceram.

A espera está terminando . Afinal dia dos pais é apenas  data no calendário , porque podemos celebrar todos os dias ou quando melhor nos aprouver . Apenas adiamos a festa, ela está para acontecer ...



Mas não que ontem tenha nos deixado o dia vazio e sem significado . Afinal tenho boas lembranças de meu pai que já se foi há anos , mas seu legado continua .
A música acima  , de Altemar Dutra , ao mesmo tempo que traz uma certa tristeza, também me alegra por tê-lo tido por muito tempo comigo passando-me os valores que lhe direcionavam a vida . Se consegui me realizar profissionalmente , devo a ele que sempre me incentivou e não mediu esforços para que o objetivo fosse alcançado.

O tempo passou , mas não me esqueci de seu exemplo de homem trabalhador , honesto e cumpridor de seus deveres . Guardo bem na lembrança sua figura severa , de pouca conversa com os filhos mas correto nas atitudes .





 E para homenagear o paizão aqui de casa , vai esta música do Roberto Carlos , que retrata tão bem o momento em que ele vive hoje: Cansado ...caminhando lentamente ... cabelos brancos e  ralos ...


Então , para que  o domingo dedicado aos pais ficasse mais alegre e comemorativo mesmo na ausência dos filhos , tivemos um almoço especial curtindo um ao outro e compartilhando a  saudade dos filhos e netos que mais dia , menos dia estarão "estourando" por aí.

sábado, 11 de agosto de 2018

SER PAI


Desde ontem tenho visto muitos abraços nas reportagens de TV.
 Abraços de congratulação... abraços de reencontro ... abraços de reconciliação
  É que hoje , melhor dizendo, amanhã é dia oficial dos pais . E , claro , pais são muito importantes na construção do caráter e educação dos filhos .

 Pai amigo
Pai presente , pai ausente
 Pai exemplar
 Pai irresponsável...
 Pai alegre e brincalhão ..pai sisudo
Todos tem o seu mérito e suas razões para serem felicitados .





 “Ser pai” não é apenas cumprir um papel social ou familiar. É assumir a paternidade com Amor e responsabilidade, não se importando se o filho é gerado de si, biologicamente ou situações inesperadas o fizeram responsável paternalmente por alguém .
É estar presente na educação para a vida em todos os sentidos, incluindo a vida cristã.

A missão de um pai é tarefa difícil . Eles cuidam e protegem, querem o melhor para os filhos . Mas há também desencontros entre pais e filhos .
Nem sempre a relação acontece de forma amigável . Há divergências , palavras ditas no ímpeto do exasperamento que ferem e acarretam marcas profundas . 

Pequenos incidentes da infância , xingamentos , castigos exagerados , surras ou desrespeito à algo que o filho preza muito , uma humilhação pode gerar uma ferida que será eterna no coração do filho. 

A falta de diálogo , do reconhecimento de que houve excesso de autoridade , acabará por gerar um distanciamento entre o pai e o filho e que pode machucar o relacionamento por uma vida toda. 

 Temos visto muitos desses casos onde a falta do perdão , a humildade em reconhecer o erro dificultam a convivência . Muitos tem a chance do reencontro , de reconhecer que erraram e pedir perdão . Conseguem restabelecer a convivência recuperar o afeto e ainda desfrutar os anos perdidos como não o fizeram durante o crescimento dos filhos .

Outros permanecem cada vez mais distantes . O orgulho os impede de uma nova aproximação . Choram a perda do afeto do filho , sentem falta dos netos , mas não tem a humildade de procurar uma forma de reencontro . 

Como faz mal viver assim , com o coração repleto de mágoas , o ressentimento impedindo que o amor aflore !
Restabelecer os laços é fundamental para que se viva bem , tenha o coração em paz .Há feridas que parecem que nunca irão cicatrizar , mas vale a pena tentar uma reconciliação , uma nova mudança de atitude . 

Perdoar não é esquecer , mas é uma atitude significativa para tentar aceitar e compreender o outro . Perdoar significa que podemos arranjar novas formas de convivência , sem cobranças e  respeitando um o espaço do outro.

Feliz dia dos pais !







segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Agosto chegou!




Agosto chegou frio e chuvoso 
como a nos resgatar a vida
em meio à tanta aridez e ventos constantes
que perturbavam tantos passantes
e incomodavam donas de casa pressurosas
com a limpeza doméstica,
para elas tão importante



Faz frio , muito frio ,
que nos obriga a buscar o aquecer 
de caldos e bebidas quentes
Buscar agasalhos no fundo do baú
há tempos já  esquecidos
Frio que dificulta a ida ao trabalho 
Visto a molhaceira em que ficam as ruas
E a dificuldade de estacionamento


Chove...chove mansamente
Chove ininterruptamente 
Chuva fria que deixa a alma dolente
e o pensamento ausente

A tarde muito fria de domingo
mostra  nuvens carregadas
pelo céu passeando vagarosamente
embaladas pela brisa gelada 
que bate no rosto
trazendo leve desconforto



Na rua tranquila e silenciosa
soluça o badalar do sino
anunciando a hora da missa.
e como numa oração fervorosa
 se transforma quase  num hino


Olho pela janela, vejo a rua silente e sem caminhantes .
Num gesto complacente fecho-a-a novamente .

Ouço o sino que parece chorar
pacientemente a chamar
Fiéis que demoram a chegar

 O sino lentamente badala sem cessar ,
enquanto o povo tenta não se fazer de indiferente
buscando a fé que não está ausente
mas carece de muita boa vontade
disposição para até a igreja chegar

A chuva continua
É inicio de Agosto
O folclórico mês do desgosto

Os ventos secos se foram
 Melhor humidificado está o ar 
Perdura o frio que pede aconchego do lar
Mas não se pode a todos agradar
E muitos já estão a reclamar
 Do intenso frio e da chuva 
que acaba de chegar

É início de Agosto
a chuva continua fria e fina
como uma pálida cortina
que se mistura ao soluçar do sino
Numa suave melodia 


que deixa a tarde mais sombria












quarta-feira, 1 de agosto de 2018

A aridez do mês de Julho



E ontem ela ensaiou sua chegada . Bateu à porta , mas logo foi embora. Assim sem mais nem menos . Como se não soubesse o quanto a esperávamos ! O quanto estamos precisando dela .
Não sei se o sol a assustou e ela  temerosa preferiu partir logo . Pegou seu guarda -chuva negro e partiu... ...
Sim , porque o sol não estava bom para recepcioná-la ontem . Era preciso que se afastasse e deixasse que nuvens escuras ocupassem o lugar de sua luminosidade . Mas ele ainda é o dono do pedaço ...

Sol com chuva , casamento de viúva , diríamos nós, enquanto crianças


Chuva com sol , casamento de espanhol , cantariam outras ...

E assim foi o dia todo a brincadeira de esconde- esconde entre o sol e as nuvens de chuva  . Terminou o dia e predominou o sol .
e a aridez da terra continuou ...
Plantas sofridas pela ação do sol , seca nos pastos , gado que nem tem mais o que comer .

Assim termina Julho : muito vento ,muita poeira ... tempo seco que prejudica as vias respiratórias, causa danos às plantações , provoca queimadas ...

Plantas que já se ressentem do calor do sol , da aridez da terra...

Não bastasse a aridez da terra , tenho presenciado também muita aridez de coração.
Tantos acontecimentos desastrosos durante esse mês de Julho.

Fico pensando no correr dos meses que desfilam no calendário .A cada dia que passa , entra mês e sai mês , o desamor e desrespeito à vida aumentam a cada dia .

Jovens inocentes caindo nas mãos de desumanos , atrocidades .. . Sequestram , matam ... por engano?? !!!

Jovens que perdem a vida por discussões bobas , apenas porque em hora errada tiveram contato com pessoas desumanas sedentas de sangue ... pessoas que precisam mostrar sua "força peculiar" a despeito do outro perder a vida .

Jovem espancado em balada por R$ 15 em SP morre 22 dias após agressões


O amor deixou de brotar nos corações .  Quadras de aridez, seiva de esterilidade brotam em  abundância  Falta respeito à vida, respeito ao ser humano.




.Falta  cuidados com a própria vida que se perde na busca incessante pelo corpo perfeito .










“O bem”,Leonardo Boff, “consiste em respeitar, conservar e elevar a vida até o seu máximo valor; o mal, em desrespeitar, destruir e impedir a vida de se desenvolver”. E conclui:”quando o ser humano aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante; a grande tragédia da vida é o que morre dentro do homem enquanto ele vive”.


 Famílias inteiras chorando a perda de entes queridos , jovens , cheios de sonhos e com tanto ainda a realizar .

Mas o período da seca se instalou  e a semente morreu.



Apesar dos fatos  não podemos desanimar . Existem corações e corações . E há aqueles que assim como a terra se revigora após períodos de chuva, corações   também virão a se revigorar se nele forem plantados sorrisos, muitos amores e afetos sinceros . Coração replantado de confiança e esperança no amanhã pode voltar a brotar em exuberância de sentimentos bons .



E que a aridez do coração alheio não me contagie , nem destrua minhas esperanças .

texto escrito em 31/7/18

Edite




poderá também gostar de :

http://kantinhodaedite.blogspot.com/2014/08/cronica-do-mes-de-julho.html