quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Refletindo sobre janeiro


Mais um janeiro que se vai...

E o mês de janeiro já está  expirando. Puxa! Como passou rápido!
Porque será que temos essa sensação de que o mês ou o ano muitas vezes passa tão rápido que mal nos damos conta?
 Seria nosso envolvimento com as atividades do dia a dia? Seria a quantidade de acontecimentos? Ou seria porque procrastinamos tanto que quando percebemos o tempo já passou e pouco ou quase nada foi produzido. Ficamos com a sensação de que falta tempo ou que sobram tarefas...
Os dias não nos esperam. Por isso é preciso ter cuidado para não deixar apenas o tempo passar. É preciso transformar planos em ação.  Retomar atividades ou partir para outras iniciativas.
Em janeiro ainda trazemos  presente em nós um pouco do que passou e também o que desejamos para o amanhã.  É um olhar para o passado concomitante com um olhar para  o futuro. Passado e futuro se misturam no presente.
Olhamos para o ano que passou com um olhar atento e crítico, verificando erros e acertos. Através dessas observações fazemos uma avaliação do que pode ser modificado. Tudo pensando num horizonte mais promissor.
Janeiro é um mês fadado a poucas realizações mesmo. Muitos ainda curtem as férias. Veraneio... praias.
 Outros ainda estão sob o efeito das festanças e gastanças de final de ano. Alguns apertados com as finanças e despreparados para as despesas fixas de janeiro. E olha que não são poucas.
É o IPVA que castiga, o material escolar , a mensalidade das escolas, etc, etc...
Tudo parece acontecer em janeiro: o calor excessivo, as chuvas abundantes, catástrofes climáticas, o comércio que anda mal das pernas porque o povo já gastou no final de ano, o que tinha prá gastar.
Quer saber! Janeiro , que vá tarde! E que venha fevereiro, o mês anão do calendário.
Porque para o brasileiro, o ano só começa mesmo depois do carnaval!


Curiosidades
Janeiro tem esse nome em homenagem a Janus, deus da mitologia grega., era o protetor das entradas das casas e cidades. Em latim, Januarius. Era o responsável por abrir as portas do ano que se iniciava. No antigo calendário romano era o penúltimo mês do ano.
Representado como um Deus de duas faces. Uma voltada para o passado e a outra para o futuro, numa referência a que o mês de janeiro marca o começo de um novo ano, mas também contem elementos do ano que passou.

8 comentários:

  1. Passa mesmo rápido demais e eu não gostaria que ele se fosse pois quando acabar faltarão poucos dias de férias....beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. A vida está correndo muito depressa.A gente precisa parar para refletir.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corremos tanto contra o tempo, mas a vida p/ mim tem se tornado constante reflexão. Abraços.

      Excluir
  3. Por isso precisamos dedicar tempos às pessoas que amamos e principalmente a nós mesmos, pois é impossível amar o outro, se não amarmos a nós mesmo.

    E janeiro, pode-se dizer, já foi...

    ResponderExcluir
  4. Olá, minha querida! Cá estou neste seu cantinho tão agradável, tão abençoado!
    Então, janeiro está no fim, é verdade. Mas, sabe, eu não estou com essa sensação de ele ter voado. Até conversava há pouco com a minha enteadinha (a filhota querida) sobre isso, ela concordou. A impressão é de que janeiro, para mim e para ela, se esticou. Ainda bem, porque estou de férias e tenho aproveitado bastante, mesmo.
    E, incrivelmente, tem sido para mim um mês não só de lazer e descanso, mas também de algumas realizações, o que tem me dado bastante satisfação.
    Beijo carinhoso, querida. Boa nova semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beth! Que bom ver vc aqui novamente! Já estava com saudades. Obrigada pelo carinho. Sabe que já fui várias vezes no seu cantinho mas não consegui entrar? Sou barrada na senha. O que fazer?

      Excluir
    2. É isso Ana. Estou felicíssima pois estou recebendo minhas "lindinhas" aqui em casa. Ficarão por um m~es no qual quero me desprender em atenção e carinho. Afinal, as vejo apenas uma vez ao ano. Bjs

      Excluir