sábado, 30 de novembro de 2013

Eu sou nuvem passageira...



                                          Céu visto de minha janela hoje ainda bem cedinho:


 Nuvens que passam velozmente em direção ao  infinito ...

 Atente apenas para os prazeres,
 atente para as dores
  atente para a tristeza...

 Mas apenas tempo suficiente para embebê-las
Como tudo nessa vida, o prazer passa...
a dor passa...
a tristeza passa.
De tudo deverá restar apenas uma suave lembrança.

Não deixe que nada possa macular seu céu a ponto de perderes a alegria de viver....
Permaneça como o céu,  sempre em renovação...


E para matar a saudade, assistam esse belo vídeo com a música: "Nuvem Passageira" de Hermes Aquino
 Como  diz o texto , o que dá prazer ouvir...também passa
Música boa tem tempo curto...é nuvem passageira...








Nuvem Passageira

Hermes de Aquino

Eu sou nuvem passageira
Que com o vento se vai
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai

Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois esta pedra em pó vai se transformar
Você não vê que a vida corre contra o tempo 

Sou um castelo de areia na beira do mar
A lua cheia convida para um longo beijo
Mas o relógio te cobra o dia de amanhã
Estou sozinho, perdido e louco no meu leito
E a namorada analisada por sobre o divã

Por isso agora o que eu quero é dançar na chuva
Não quero nem saber de me fazer, vou me matar
Eu vou deixar um dia a vida e a minha energia
Sou um castelo de areia na beira do mar

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

evangelizar é preciso: Encerrando o ano na catequese

evangelizar é preciso: Encerrando o ano na catequese

"Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos"
Ao terminar o ano catequético com nossa turminha sentimos um misto de tristeza e alegria.

 TRISTEZA, porque.......

ALEGRIA porque.....
 Continue lendo....




Veja também  como foi a avaliação de nossa turminha na catequese  clicando na imagem

http://kantinhodafe.blogspot.com.br/2013/11/resultado-de-minha-avaliacao-catequetica.html

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Eu e a lua ....

 
lua vista da minha janela

É de manhã..

Abro a janela e vejo lua

Branca,cristalina e bela

emoldurando minha janela

Fico ali a contemplá-la

no silêncio da manhã

Lua que ilumina

minha rua, meu quintal

Lua boêmia, lua companheira

Cúmplice dos sobreviventes

amantes da madrugada



Lua nova, lua cheia

parece uma sentinela

Atenta a me vigiar

Enquanto espera que o sol

venha com seu brilho

sua beleza ofuscar

foto de arquivo

Lua que me ensina

que sempre é possível brilhar

apenas que se respeite

Tempo, hora e lugar



sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Manhãs de sol primaveril

 
foto de arquivo: entrando na praça da matriz



Manhãs de sol neste quase final de primavera têm sido raras por aqui.
Então quando acontece esse “fenômeno” é hora de fugir das academias e curtir a caminhada ao ar livre.
Nada mais saudável  e revigorante do que logo pela  manhã se munir de um bom par de tênis e sair por aí curtindo a paisagem, admirando a natureza, distribuindo "bom dia".
Caminhar ao ar livre tem essa vantagem de arejar a mente. A Natureza tem esse poder de nos arrebatar.
O sol aquecendo os ombros ou à nossa frente fulgurante obrigando-nos a fechar os olhos, a brisa leve que bate no rosto, pássaros que passam em revoada... Tudo eleva nosso ser, nos aproxima do Criador e nos afasta mesmo que momentaneamente do estresse cotidiano.

-Aprendemos com os pássaros, o desejo de liberdade...
-com as plantas, a sempre renovar...
-com as nuvens, que também somos inconstantes , mas que sempre lá atrás estará o sol...

Bem, mas a minha caminhada dessa manhã foi mais um “passeio turístico” do que aeróbica.
Não devo ter somado muitos dos benefícios físicos apregoados , porque fiz muitas paradas. Oxigenar meu cérebro e meus pulmões, ah...isso tenho certeza que fiz. E já valeu a pena.
Uma das dicas para uma boa caminhada é andar a passos firmes aumentando gradativamente, como se estivesse com muita pressa.
Mas isso eu faço na esteira diariamente e quando caminho ao ar livre o que quero mesmo é observar a natureza.  Levo meu dispositivo fotográfico comigo e vou clicando aqui e ali...
Trouxe alguns “cliques” prá vocês:

 Vejam no próximo post: 

Momentos caminhada primaveril

Um altíssimo flamboyant  se levanta altaneiro acima desse telhado em construção indicando que o céu é o limite"
Parece que o "hit" dessa estação ´´será  o flamboyant, além das acácias que se espalham por toda a cidade

Parei à frente dessa folhagem que cobria toda a frente da casa. Suas folhas miúdas de um verde claríssimo contrastando com os outros tons mais escuros da cerca viva chamou-me a atenção.

Aqui tudo indica que a colheita será farta. Quero dizer, isso se a criançada não colher os frutos antes de amadurecer. Está bem exposta ali naquela calçada. Mas o dono do terreno   talvez tenha tido mesmo essa intenção. Uma mangueira "Comunitária"

pássaros pousados nos fios , como a confabular segredos  ocultos...

O cruzeiro, marco da passagem dos missionários em época remota, tem seu topo "Beijado" pelos raios solares

efeito causado pelos raios solares e que só visível na s fotos. Dificilmente se vê a olho nu, pois a luz solar nos cega.

Reparem nessa nuvem em forma de "risco" no céu. Quando criança sempre ouvi dizer que eram fumaça de  aviões a jato..


 Hoje exsiste uma nova teoria sobre esse fenômeno.E com  nomenclatura americana .

Contrail ( trilhas de condensação):  formado da condensação do vapor d'água em altas altitudes causados pela saída dos gases quentes dos motores de aviões
 Quando esses vapores resfriam  em contato com o ar extremamente frio das altas altitudes, gotas d'água microscópicas na atmosfera condensam e formam as nuvens .

Depois há a teoria do  chemtrail (  Trilha química): Segundo essa teoria, os rastros deixados por alguns aviões, são na verdade agentes químicos ou biológicos, deliberadamente pulverizados a grandes altitudes, com propósitos desconhecidos do público, e que causam danos à saúde da população.
 Eu confesso que desconhecia tais fundamentos, mas.... vamos continuar vendo a beleza das flores.
 .

Não dá para pensar em contrail ou chentrail, olhando para essa maravilha. Todos os anos essa primavera fica carregadinha de flores bem na curva da estrada... Um colírio para os olhos!
 Este exemplar o povo chama de "flamboyant de quintal". Grande parte das casa tem um exemplar  e todos floridos assim.


O brilho do sol por ente a folhagem verde dá esse efeito refulgente

 Apenas um risco no céu veio manchar a pureza do azul anil


Poderá gostar também:

Obrigada pela visita e por deixar seu comentário

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

kantinho da arte: Mais ideias para o Natal.

kantinho da arte: Mais ideias para o Natal.


E hoje eu voltei trazendo mais ideias para o Natal.
 Anjos, lindas criaturas angelicais muito fáceis de fazer.
 Confira aqui.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

O colecionador de lágrimas : resenha

Holocausto nunca mais

Finalmente eu terminei de ler o romance histórico-psiquiátrico de Augusto Cury: O COLECIONADOR DE LÁGRIMAS: Holocausto nunca mais

Fui atraída por esse título numa dessas minhas viagens à Goiânia. Após ter lido sobre seu lançamento numa revista, dou de cara com o exemplar numa conexão em Campinas.
Não deu outra. Imediatamente o comprei. Aliás , porque já li alguns exemplares do autor e compartilho das críticas positivas feitas a ele como escritor.
********************************************************************************

Augusto Cury se preocupou em fazer referências bibliográficas e assim mostrou ao longo da história ter pesquisado vários livros de história que o direcionasse. Também visitou campos de concentração:  (Auschwitz- Birkenau), podendo ver ali resquícios das atrocidades cometidas contra homens, mulheres e crianças silenciadas numa câmera de gás como se fossem objetos, além de dialogar sobre a história com seu guia particular.

Minha responsabilidade perante milhões de leitores em mais de 60 nações não é produzir uma obra que faça sucesso, mas que possa trazer alguma contribuição à consciência crítica e à formação de mentes livres."


"A violência não é produzida apenas por seus patrocinadores, mas também pelos que se calam sobre ela...” (Augusto Cury)


Um romance que envolve do começo ao fim, onde começa apresentando o professor Júlio Verne . Um renomado professor de história de uma universidade, que usando de sua perspicácia provoca seus alunos a abandonarem a posição de meros espectadores levando-os a refletir sobre fatos históricos da Alemanha nazista e formularem sua própria opinião.
Formar mentes pensantes é mais poderoso do que usar armas”

O professor queria que seus alunos não só conhecessem os fatos históricos, mas que descobrissem com profundidade as crueldades das ações de Hitler e como esse homem conseguiu manipular uma sociedade fragmentada de forma tão brutal.
O livro aborda a infância de Hitler, sua mediocridade, falta de cultura e o oportunista social que demonstrou ser.
O Führer era um populista. Seduzia e enganava a sociedade , sem nenhum sentimento de culpa, com ideias impraticáveis para agigantar seu psiquismo”

Falsificando a realidade, Hitler conseguia sempre fazer fluir a confiança e despertar a esperança diante dos líderes da Alemanha.


Hitler, o homem que amava as artes, adorava cinema , via filmes de desenho animado, teatro e lia histórias infantis.
Hitler , um confesso amante da música, escritor sem brilhantismo, pintor de aquarelas, declarava:

Sou um artista, não sou político. Quando terminar a guerra ,pretendo me dedicar às artes...”


"Com uma mão ele destruía, com a outra acariciava. Com uma mão manipulava a espada, com a outra o pincel”..


Eu confesso que fiquei perplexa ao conhecer fatos da infância de Hitler  sua frustrações e como sua personalidade foi se formando, transformando-o num dos maiores monstros que a história já conheceu. É de impressionar seu magnetismo social e sua mente complexa e ardilosa.

"Antes de devorar os judeus, eslavos, marxistas, homossexuais, ciganos , maçons, Hitler usou estratégias para devorar a alma dos alemães, um dos povos mais cultos de seu tempo, portador provavelmente da melhor educação clássica"( Augusto Cury)



 Dica:

Para quem gosta e quer saber mais sobre o período nazista,pderá completar seus conhecimentos assistindo ao filme:

"A queda, as últimas horas de Hitler"
 O filme mostra os derradeiros 12 dias do Terceiro Reich, em meio ao confinamento de Hitler em um esconderijo na Berlim sitiada pelas tropas soviéticas.

Se tiver oportunidade, assistam ! Vale a pena conferir também.


,

sábado, 16 de novembro de 2013

O caso Joaquim




Joaquim Pontes Marques , 3 anos de vida. Uma vida roubada, arrebatada brutalmente até agora não se sabe por quem.

um caso de crueldade praticada contra crianças. Assassinato, onde os suspeitos são a mãe e o padrasto. Familiares que deviam protegê-lo.
Incrível, abominável! Inaceitável! Que teria feito Joaquim de tão grave para merecer ser arrebatado da vida de forma cruel e ardilosa assim em idade tão tenra?
Há pouco tempo descobriu-se que Joaquim era diabético. Necessitava de aplicações de insulina periodicamente. O padrasto Guilherme Longo auxiliava a mãe nesta delicada tarefa. A mãe , Natália Mingoni- psicóloga, o que me espanta, conheceu Guilherme numa clínica de recuperação para drogados onde clinicava. Por ele se apaixona , juntos vão morar e nasce um segundo filho do casal.

Mas a mãe, psicóloga, não considerou a possibilidade de que Guilherme, o bem amado, pudesse ter uma recaída no uso de drogas. Inevitavelmente foi o que aconteceu. Então os problemas se acentuaram.
Há a suspeita de que as aplicações de insulina no garoto não eram observadas conforme orientação médica. 
            
Guilherme desapareceu na madrugada do dia 5, quando a mãe deixou o padrasto encarregado de fazer a aplicação de insulina no “seu filho” e , cansada foi dormir.

Ao despertar na manhã seguinte , ali pelas sete horas deu pela falta do garoto. Dormiu a noite toda, tendo também um bebê de 4 meses além do filho diabético. Não viu nada. Impressionante!!!
Estaria Natália escondendo fatos que levariam ao conhecimento da verdade? Qual seria a razão para tal comportamento?.
Medo da reação do marido, ao qual ela classificou de violento e ciumento em algumas declarações?
Mas e o filho encontrado morto 5 dias após o desaparecimento nas águas do Rio Pardo ha mais de 100 km de casa?
E as investigações que confirmaram que Guilherme foi jogado no rio já morto. Portanto ele foi levado de casa, por alguém ali de dentro e com destino certo..
  Existe muitas declarações contraditórias no caso, que a polícia está tentando solucionar.
 
Não quero fazer julgamento precipitado, mas segundo as investigações tudo leva a crer que o assassino é o padrasto e a mãe , cúmplice do mesmo.Pelo menos a polícia considera os dois os únicos suspeitos.
Como no caso de Isabella Nardoni , 5 anos,jogada pela janela do 6º andar do edifício London (SP) em 2008 , tudo leva a crer que não teremos uma confissão.
Apenas indícios, provas contundentes que poderão condenar os culpados.
Ana Carolina Jatobá e Alexandre Nardoni, , madrasta e pai de Isabella Nardoni foram condenados.
Guilherme Longo e Natália Mingoni padrasto e mãe de Joaquim também poderão vir a ser .. Tudo leva a crer que sim, mesmo que não confessem o crime.
Mas fica a tristeza dos amigos e familiares que de forma desumana e covarde foram abruptamente privados do convívio de vidas ainda desabrochando. Vidas que tinham tanto ainda a oferecer. Alegrias e conquistas que não puderam ser vividas.
Sonhos interrompidos... 



Poderá se interessar por:








sexta-feira, 15 de novembro de 2013

O grito das Filipinas


Onde está a comida?'Aqui não há nada para nós. Não temos casa, dinheiro, documentos", conta, desesperada, Carol Mampas, de 48 anos, com o filho de três anos com febre no colo.

"Por favor, digam às autoridades que nos ajudem. Onde está a comida? Onde está a água? Onde estão os soldados para retirar os corpos?", questiona a mulher, que passou a noite ao lado de milhares de sobreviventes no pequeno aeroporto de Tacoblan com a esperança de embarcar em um 
  voo.



Ajudem-nos, ajudem-nos. Onde está o presidente Aquino? Precisamos de água, estamos com muita sede”


sobrevivente procura pertences entre os destroços



Essas foram as primeiras notícias de que tomei conhecimento hoje logo pela manhã ao despertar.

Um quadro desolador. Não encontro palavras para definir o desespero das pessoas vítimas do super tufão Haiyan que causou grave destruição nas Ilhas Filipinas há 6 dias atrás.

Falta tudo! Agua, energia, alimentos, itens sanitários, abrigos... 
 Enfim, é um novo recomeço, mas sem esperança frente a inseguranças, incertezas  e medo do futuro.

Não consigo pensar, não sei o que fazer. Por enquanto o que posso fazer é sobreviver por hoje, mas não sei o que vai acontecer comigo amanhã” diz uma sobrevivente com o olhar perdido.
Ela está grávida de 8 meses e perdeu onze membros de sua família inclusive sua filhinha de dois anos.

Diante dessa luta desesperada pela sobrevivência, esta busca desesperada por um trago de água, dos atropelos por um pacote de biscoito, do perigo iminente das doenças, da incerteza do amanhã, eu me calo., eu assumo a minha fragilidade, minha pequenez e  minha impotência. 
Abomino as minhas tolas vaidades, minha condição de “criança mimada” e meus “luxos" infindáveis, muitos superfluos...

Estou tão longe , mas a dor de meus irmãos distantes é minha também.
Como ajudá-los?
Honestamente eu considero impossível. A mesma logística que impede o socorro de chegar às regiões periféricas da ilha , também impede de chegar lá o meu socorro...Fico apenas no desejo incontrolável de consolar, ajudar nesse momento difícil em que a desesperança, o medo, a dor ...se faz  tão presente.

Só me resta unir meu coração aos de todos sobreviventes pedindo a Deus por eles. 
Que encontrem na dor o combustível para a vida. 
Que  a vontade de viver e o desejo de superação ultrapasse os dias difíceis. Que não morra a esperança de dias melhores e que a cada dia a ajuda que tem vindo de todos os lados possa minorar tanto sofrimento e mesmo que distante a ressurreição acontecerá.


Acesse vídeos sobre o tufão Haiyan aqui





Poderá gostar de:


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Falando das flores

E hoje resolvi falar das flores. 
Estas prendas maravilhosas com que a natureza nos presenteou. Não pretendo aqui ficar discorrendo sobre botânica, nomes científicos etc e tal. Aliás, porque também sou leiga no assunto.
A  única coisa que sei e muito bem é admirá-las, encher os meus olhos diante de seu belo colorido e formas.
As flores que na sua exuberância estão constantemente  a nos lembrar  que é sempre possível florescer para a vida.
 Podemos ter um período de recolhimento como as flores em período de incubação. Mas na primavera elas ressurgem radiantes alegrando-nos com seu perfume e colorido. Embelezando a paisagem.
E assim também deve conosco acontecer. Sempre lançando nossas raízes profundas em busca de "minerais"  que nos fortaleçam e  nos permitam ressurgir  mesmo que vagarosamente até alcançar o completo refulgir.

Todos os dias quando saio para minhas andanças pela manhã, eu passo embaixo desse pé de acácia amrelinho como uma pepita dourada.
 É belo vê-lo com seus cachos  reluzentes ao sol da manhã,  oscilando  ao vento e recebendo as abelhinhas que ali vem fazer a sua saudação.



 Não entendi bem o porque desse nome popular, mas deve ser porque o amor quando invade nossa vida, preenche todos os espaços, bem assim como essa penca de flores. Para um amor verdadeiro, não deve existir "intervalos" de afeto. 


"Se não houver frutos, valeu a beleza das flores; se não houver flores, valeu a sombra das folhas; se não houver folhas, valeu a intenção da semente".
Henfil

 ************************************************************************************************************



NOVA POSTAGEM EM PATCH WORK

 E já que veio até aqui,não se arrependerá se for conferir a nova postagem no meukantinhodaarte


kantinho da arte: IDEIAS USANDO A TECNICA "SEMINOLE"


E tem novidade aqui.
"Seminole"

Uma ótima ideia para reaproveitar sobras de tecido.
 é sempre um reconhecimento gratificante  a cada membro adicionado
Obrigada.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Não procure amigos sem defeitos....

 pois corre o risco de ficar sem amigos.

Eu hoje estou aqui às voltas com o conceito de “amizade sincera”.
Curioso é que não é a primeira vez que me bate essa sensação de dúvida quanto ao significado da verdadeira amizade. Vemos tantas definições, tantas frases tocantes em relação a esse afeto. 
Hoje mesmo eu escrevi no Facebook uma citação que vi numa página de frases célebres na net:
As flores não nascem sem o calor do sol. Também os homens precisam de "amizade” para viver!
E então eu completei : “Faça de cada amizade o sol de sua vida”.
Isto porque considero que a amizade é um dos relacionamentos mais importantes na vida.
O homem não vive só. Sejam  muitos ou alguns amigos, a amizade é algo fundamental para tornar a vida do ser humano mais interessante, prazerosa e rica de aprendizado.
Seja nos momentos difíceis ou mesmo na alegria é muito bom poder contar com a solicitude de um amigo.


 "Nós sempre precisamos de amigos. Gente que seja capaz de nos indicar direções, despertar o que temos de melhor e ajudar a retirar excessos que nos tornam pesados. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós"


Ao longo da vida vamos adquirindo experiências que nos permitem analisar melhor as pessoas com quem convivemos.
 E a vida já me mostrou que é muito mais fácil uma pessoa estar com você num momento difícil do que na alegria. Aproximar-se do outro na dor parece mais fácil porque a dor nos iguala. Tomamos consciência de nossa fragilidade.
Já o sucesso ou as conquistas podem acabar incomodando o outro.
Volto a citar Fábio de Melo que na sua sabedoria diz: 
"Verdadeiros amigos se reconhecem naqueles que suportam a duração de nossa alegria”

E é nesses momentos que sentimos a fragilidade da relação. O coração sofre, porque vemos nossa confiança abalada. Podemos continuar a nos encontrar, mas sempre existirá aquela lacuna, aquele “intervalo “ de afeto..
Usar de compreensão e bom senso nos faz procurar reatar o elo perdido Afinal, todos temos defeitos. E para amigos do coração sempre damos uma outra chance...
Quando começamos uma relação é preciso estar ciente de que não somos perfeitos e procurar um amigo sem defeitos é como procurar agulha num palheiro.
Mas essa busca por recuperar o afeto perdido  tanto pode valer a pena, como também se tornar cansativa e inútil. Então é hora de deixar que o tempo dê a sua resposta.
Amigos podem entrar em nossa vida por um acidente do destino, mas cabe a nós decidir quem ficará.

"Um dia a gente aprende  que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso".( Willian Shakespeare)


"Não procure amigos sem defeitos, pois ficarás sem amigos toda a vida. Tão pouco procure defeitos em teus amigos, porque pouco a pouco ficarás só."












sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Deixe a vida florescer...

...como os jardins

Que manhãs frias temos atravessado durante essa semana.!Este tempo está mesmo nos desafiando!. Uma loucura! Primavera com cara de inverno!
Um vento gelado que aumenta a sensação de frio! Garoa... nebulosidade...
Tempo nada propício para  se colocar em ocupações de jardinagem a céu aberto.
Mais é justamente nessas manhãs que eu me sinto mais energizada após minha sessão de hidroginástica.
Esta é uma das vantagens de se fazer as atividades físicas logo pela manhã. Elas funcionam como complementos vitamínicos.
E foi numa dessas manhãs frias e ventosas que ao voltar para casa me dispus a colocar em ordem aquele canteiro que me incomodava há dias.
Sabe, quando você vai fazer a rega diária, arranca uma graminha aqui, outra li mas sente a necessidade de um cuidado mais aprimorado?
Mais vai protelando... Quando se dá conta, não dá mais para adiar: as ervas daninhas estão sufocando as plantas, galhos audaciosos se cruzam ocupando espaço alheio.
Então, é hora da limpeza, da capina, da poda. Hora de deixar o terreno livre das ervas daninhas. 
Um trabalho necessário para que tudo floresça normalmente e a seu tempo.
Como na vida, onde é preciso um olhar atento e minucioso para perceber as alterações a serem feitas para que ela floresça sempre e naturalmente como os jardins.



O jardim e a vida. Há uma certa conexão entre eles. Ambos precisam viver o tempo das esperas. . Um itinerário natural que resulta num reflorescimento”
Enquanto as sementes cumprem o destino vegetal de florirem a seu tempo, o mesmo acontece com o ser humano ao trabalhar suas emoções permitindo que a vida vá reencontrando espaços no seu coração”


Nunca se esqueça de que o que é bom para um tipo de flor, pode representar a morte para outro. Pessoas também são assim. Aprendendo a lidar com as flores, você ficará muito mais aguçado e perspicaz com os humanos..”

Essas são alguns trechos de Pe Fábio de Melo em seu Livro “Tempo De Esperas”

Um livro que através do colóquio entre dois amigos nos dá ferramentas para compreender questões que intrigam a todos nós: Amor, perda, o que é a felicidade, sucesso profissional e vaidades”

vale a pena conferir!
Não se trata de livro de auto ajuda, muito menos catequização.
Trata-se do florescimento humano.


Post relacionado


quinta-feira, 7 de novembro de 2013

kantinho da arte: Blocos em diagonal

kantinho da arte: Blocos em diagonal


 E olha que tem novidade aqui

 Venha conferir e aprender mais essa técnica de artesanato em patchwork

Tudo muito bem explicadinho  .

terça-feira, 5 de novembro de 2013

As cores do céu


As cores do céu não se justificam aos olhos do observador leigo.
 Pessoas especializadas no assunto certamente terão inúmeras explicações  "plausíveis" para esta maravilhosa mistura de cores.
A nós só resta observar com o encantamento de quem desconhece pintor mais exímio: o Criador.
Diante dessa beleza toda nós nos curvamos e exclamamos: Este é teu templo Senhor, teu Universo onde  participar desse poder Criador é um privilégio!



fotos de arquivo próprio

Novembro, chuvas inesperadas e surpreendentes...  e ao entardecer, quando nuvens escuras ainda se encontram nos céus....


fotos de arquivo próprio

O sol vem reclamar seu espaço e....


fotos de arquivo próprio
...nessa briga por "um lugar ao sol" cores maravilhosas surgem transformando o horizonte num lindo painel de cores douradas e multicoloridas que com esse contraste de nuvens escuras tornam o efeito encantador.


***************************************************************************************************************

E depois de um a noite  fria, despertamos para um novo amanhecer, onde o sol ainda indeciso se vê toldado por nuvens escuras e ameaçadoras


fotos de arquivo próprio




Mas como sempre não se inibe e sorrateiramente vai ganhando espaço e irradiando sua  luz por entre as ramagens das árvores.


fotos de arquivo próprio
Um exemplo da Mãe Natureza !   Muito nesta  vida são nuvens passageiras. Pode demorar, mas elas passam. Acredite e lute sempre para irradiar sua luminosidade. Não deixe que nuvens escuras venham a toldar seus dias. 

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Pintado ensopado


 Bem, domingo é dia de inovar na cozinha. Pelo menos para mim, que prefiro fazer minha própria comidinha caseira.
   Enquanto muitos preferem sair para almoçar fora, eu estou aqui às voltas com o fogão.
 Mas, confesso que  é um prazer  e faço tudo com muito gosto.
 E hoje   a receita foi " Ensopado de pintado"

  Em outros tempos já fiz muitas receitas de pintado, seja frito ou ensopado. O Miranda, era a fonte para tantos peixes.

Mas a época de pescaria aqui em casa já passou. E agora é só comprando mesmo.
E nesta semana eu trouxe do supermercado um tenro pintado. No ponto para fazer aquele ensopado.

Uma receita simples e deliciosa.

Confiram:

Ensopado de pintado

Ingredientes

 

  • 400 g de filé de pintado
  • 1 tablete de caldo de legumes
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 3 dentes  de alho picada
  • 2 tomates sem pele e sem sementes
    2 batatas cortadas em rodelas  
  • 2 pimentões vermelhos fatiados(opcional)
  • 1 cebola grande em fatias grossas
  • molho de pimenta vermelha 
    manjericão
  • Azeitonas picadas.
    Cheiro verde
     

foto de arquivo


Modo de preparo

Em uma panela, aqueça o azeite e o alho
Junto os tomates e refogue por cerca de 5 minutos.
Acrescente as batatas , o caldo de legumes e  a água.
 Deixe cozinhar até as batatas ficarem tenras.
Acrescente o peixe e vá virando cuidadosamente até que fiquem cozidos. Acrescente a azeitona., o molho vermelho.
 Ferva mais um pouco e desligue. Polvilhe  o cheiro verde e sirva com arroz branco e saladinha a seu gosto.

Fácil e delicioso.
BOM APETITE

domingo, 3 de novembro de 2013

Visitas e guloseimas...

Esta deliciosa receita eu encontrei lá no cantinho virtual da Rita, que está sempre postando  maravilhas no quesito degustação. 
Eu sempre gosto primeiro de testar a receita com as "cobaias" aqui de casa para depois apresentá-las às visitas. Pode ser que não dê certo. Ainda mais em se tratando de bolo de chocolate, que considero uma verdadeira arte. Se "errar a mão"....era uma vez! 
Mas desta vez, resolvi confiar "no taco"de uma doceira tão bem conceituada como a Rita. 
E então fiz a receita pela primeira vez  na semana passada.  E não é que deu certo?
O bolo é uma verdadeira delícia. 
Fofinho, fofinho! 
E muito fácil de fazer.
Fiz para surpreender meu netinho Lucas, logo no café da manhã. Coisas de avó...
Final da semana passada , ele e Maria Eduarda vieram me visitar.
Uma visita inesperada e rápida.  Visita de beija-flor como diria minha mãe. 
Apenas dois dias, mas o necessário para matar as saudades e mergulhar meu olhar  naqueles rostinhos lindos e sorridentes e me energizar.
Ah, como é bom a visita dos netos! Enchem nosso coração de alegria e nossa casa  não só de felicidade,mas também de movimento. E bota movimento nisso!.

Lucas, está naquela fase difícil de desafeto com a comida. Coisa da idade! Parece que querem nos desafiar. E quanto mais insistimos, mais rejeitam os alimentos
 Então fiz essa delicia de bolo de chocolate que as crianças adoram.
Não havia como resistir...
A tática de "agarrar o neto pelo estômago" rsss

Vejam a receita: 


 Bolo de chocolate da Rita
Receita de
Liquidificador

3 ovos
4- colheres (sopa) de margarina derretida
2- xícaras (chá) de açúcar
1-   xícara (chá) de chocolate em pó
2-  xícaras (chá) de farinha de trigo 2- colheres (chá) de fermento em pó 1-  xícara (chá) de leite morno


-Cobertura-


3- colheres (sopa) de amido de milho
5-  colheres (sopa) de chocolate em pó
1- xícara (chá) de água
1-  pitada de sal
3-  colheres (sopa) de margarina
1-  colher (chá) de essência de baunilha 1-  xícara (chá) de açúcar


=Modo de Preparo=

Bata bem todos os ingredientes da massa no liquidificador (ela cresce bem).
 Coloque em uma forma redonda, untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo.
 Asse por cerca de 40 minutos em forno médio (180ºC), pré-aquecido.
 Para a cobertura, leve todos os ingredientes ao fogo até engrossar em ponto de brigadeiro
. Cubra o bolo em seguida.

Esse bolo é fácil e rápido, fica bem fofinho, e é um delicia!!


Deixo aqui também a minha cobertura " Nega Maluca" . Foi a que fiz.

Numa panela derreta 2 colheres de margarina
 Acrescente 3 colheres de Nescau e
7 colheres de açúcar
 Vá mexendo e acrescente 1 caixinha de creme de leite.  Deixe ferver até engrossar. Depois cubra o bolo.

 BOM APETITE

Vejam mais fotos aqui