sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Volta às aulas

Férias terminando, hora de voltar às aulas!
Aqui em minha cidade as aulas recomeçaram nesta última segunda - feira, dia 27.
 Segundona com ares de novidade para os principiantes , ansiedade e impaciência para outros.
Pela manhã a rua tingiu-se de um colorido novo, deixando o espaço com cheiro agradável de vida pulsante .
Alguns passos apressados, outros mais morosos, crianças arrastando pesadamente suas mochilas enquanto tentavam acompanhar os passos das mães.
 A expectativa presa no semblante de cada um: Quem será o novo professor? E meus coleguinhas de classe|?
Uma amiga me disse que nestas últimas semanas de férias, seu filho colocava  a mochila nas costas , numa ansiedade incontida pela volta às aulas.
É, muitos de nós somos assim. Ansiamos por um merecido descanso mas, da mesma maneira ansiamos pela volta à vida turbulenta. É chato ficar parado, principalmente quando a rotina é sempre a mesma, sem novidades...
Descanso é bom e necessário. Mas muito descanso enjoa. 
Que seria de nós seres humanos irrequietos , desde pequenos sempre em busca de descobertas, sempre em busca de algo que nos envolva ou preencha nossas expectativas?
Dificilmente conseguiríamos viver em eterno lazer. 

Não fosse essa agitação que move o ser humano desde o berço, não fosse essa busca pelo conhecimento, por novas descobertas, não teríamos tantas inovações tecnológicas , avanços na medicina   e em tantas outras áreas. .
 Portanto , crianças, alegria! alegria!
O saber vos espera...


****************************************************************************************************
 Texto novo aqui: Padre Arnaldo fala  sobre a "boa semeadura"

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

E janeiro se vai...


Os dias voam, o tempo passa rápido que mal nos damos conta.
Pode ser que estejamos  realmente com a agenda cheia ou simplesmente mal organizados, procrastinando tarefas que ao final ficamos com a sensação de falta de tempo ou excesso de atividades.
Janeiro é considerado um mês “pesado” sufocante em questão de finanças.

Muitos compromissos, muitas contas a pagar, faturas de cartões com despesas extrapoladas …
 E como se não bastasse tem o super IPVA que não deixa de castigar o bolso, o IPTU que também bate à nossa porta, não esquecendo da correria às papelarias na busca por um melhor preço na lista do material escolar.

E já começamos o ano com o anúncio do novo salário mínimo, ótimo para quem recebe, mas que não deixa de pesar no orçamento das pequenas empresas como eu. Porque empresa de trabalhos domésticos não tem renda, apenas custos. Fazer o quê não é mesmo.? Um bom funcionário merece o aumento.
Eu também, não é ? Mas cadê ….
São os contrapontos da vida...

Tudo parece acontecer em janeiro. O ano terminou tumultuado em questões político sociais e entrou janeiro mais comprometido ainda. A TV não me deixa mentir. A cada dia que passa crescem os movimentos em prol de uma sociedade mais justa e organizada. Mas ao final tudo se transforma numa baderna só : violência, depredações, prejuízos e mais insegurança .
Tanta notícia ruim, que a gente quer mesmo é que o tempo passe rápido.
E a cada dia mergulhamos mais em nossos compromissos como se a nos "afogar” neles . Ficar entorpecido para não participar de tanta notícia ruim.

Mas, vamos lá. Apesar dos contratempos que já fazem parte de nosso dia a dia, estamos vendo resultados nas metas que estabelecemos no final de ano?
Ou nem as colocamos em prática ainda.?
Eu estou tentando. Porque as coisas não acontecem assim num passe de mágica. Minha meta é simples: dedicar um pouco mais do meu tempo à leitura.

Sou sincera: ainda não consegui estabelecer uma rotina de leitura. O tempo tem-me escapado pelos vãos dos dedos, como uma areia na ampulheta Vai escorregando...escorregando.
Mas eu espero conseguir ler boa parte daqueles livros que estão ainda embalados esperando por mim.

Fevereiro vem aí, e com ele eu espero que vá embora um pouco desse calor excessivo, essas chuvas abundantes que tem causado.. tantos prejuízos não só ambientais, mas também ceifado vidas.  
E as contas a pagar, que vão para o espaço...
 Que o povo solte sua voz sim em manifestos públicos, mas de forma mais sensata e responsável...
Que venha fevereiro, mês anão do calendário, mês do carnaval .


 E agora um pouco de cultura





 
Janus, Deus da mitologia romana,  era o Deus dos portões e portas. Ela era representado por uma figura de duas faces olhando em direções opostas (passado e futuro). Seu nome é o radical da palavra inglesa "January" que significa Janeiro (o mês que "olha" para os dois anos, o que passou e o novo ano)















 29/01/14 17:03:38




Espatódea...

...uma beleza em risco de extinção.
caminho para a academia
 Os amantes das flores, com certeza gostarão de conhecer um pouco mais sobre esta árvore de beleza exótica denominada espatódea.
 Árvore de origem africana, mas que se adaptou  muito bem  em nosso clima tropical.
Com certeza você já deve ter presenciado um belo exemplar como este da foto, perto de sua casa ou em algum parque que visitou.
.
espatódea ainda bebê- deve ter de 4 a 5 metros de altura.
Aqui em minha pequena cidade , de qualquer lugar onde se esteja,ou virando uma esquina, de longe se avista  uma espatódea em floração.
São 4 os exemplares que pelo menos eu conhecia  a sua existência. Também, fica difícil ignorar tão bela floração.Galhos fortes e altaneiros que desafiam o azul dos céus formando uma bela copa colorida atraem o olhar do observador atento.
posto da polícia militar

Quatro  exemplares , preenchendo  com sua beleza os quatro cantos da cidade
 Mas, ainda ontem voltando para casa constatei que bem perto de onde moro há  mais um exemplar. Um bebê em floração, pois ainda não atingiu sua altura máxima. Mas já nos contempla com suas belas flores vermelho-alaranjadas , com seu néctar acolhendo beija-flores e abelhinhas.
 Por ser originária da África, muitos a conhecem popularmente como tulipa africana.



Talvez  por ter seus frutos em forma de vagens,  onde  guarda sementes aladas facilmente dispersadas pelo vento, seja a razão de tamanha proliferação da espécie.


Árvore de crescimento rápido, chega a atingir 25 metros de altura. Com 2 ou 3 anos já podemos admirar a floração que acontece sempre no verão.

Houve aqui e ali suposição de que o néctar das flores da espatódea seria tóxico aos beija-flores.

Mas observadores de pássaros , felizmente já desmentiram tal suposição:
  
Diversos observadores de aves relataram que "nunca observaram beija-flores com qualquer sinal de debilidade ou mortos próximo a estas arvores, a despeito de as frequentarem com grande avidez. Trata-se certamente então de uma falsa suposição, a de que beija-flores também seriam envenenados pelo néctar da espatódea, com base apenas no fato de este envenenamento está comprovado no caso de alguns insetos.

Diante dessa declaração, eu poderia ficar mais tranquila,não fosse também o conhecimento de que realmente sua flores são tóxicas às abelhas e outros insetos, podendo acarretar desequilíbrio do nosso ecossistema por extermínio dos mesmos.
Face ao conhecimento desse fato, há um parecer da Comissão de Defesa do  meio ambiente em que  se cogita a possibilidade de proibição do plantio da espécie.



 http://www.al.sp.gov.br/spl/2007/08/Arquivos/10008251_700324_par1559.txt


Admiremos essa beleza enquanto houver...













segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Escrevendo...

  ...o que penso, o que me incomoda, o que me deixa indignada e me deixa triste
 




Como já disse em outra ocasião, este blog não é jornalístico e as informações que trago aqui são fruto de noticiários que me levam a refletir e formular minha própria opinião sobre o assunto.
Estamos vivendo um momento de grande turbulência na sociedade. Descontentamentos políticos tem levado a população a lançar mão de seus direitos democráticos agindo de forma um tanto exagerada e inconsequente . O que tem levado a muita violência , desrespeito pela vida e bens não só públicos como também privados.

O que temos visto são verdadeiras barbáries, um terrorismo sem precedentes.

Queimar ônibus virou rotina. Agora funciona assim: está insatisfeito com algo na sociedade política, fogo nos ônibus.

Só neste final de semana foram 5 ônibus queimados.



O número de ônibus queimados em São Paulo vem crescendo ano a ano. Em 2009, foram 16. Já em 2011, foram 25. No ano seguinte, foram mais de 50 ônibus incendiados. Só em janeiro deste ano já se contam 25 ônibus queimados http://expressomt.jusbrasil.com.br/politica/112337612/onibus-incendiados-em-protestos-causam-prejuizo-de-r-31-milhoes?ref=home

Não se pensa duas vezes para agir. É tudo assim, na lata, falando numa linguagem popular.


Choveu, as ruas ficaram alagadas: Resolve-se queimando um ônibus.

Alguém foi assassinado, fogo nos ônibus...

Estão descontentes com a construção de estádios para a Copa : queima-se mais um ônibus. E 

Assim prossegue a violência que gera violência.

Indiferentes ao prejuízo ocasionado, não só financeiro, mas psicológico da população que vive insegura , assustada na expectativa do que vão encontrar na próxima esquina.

Sem esquecer de mencionar o prejuízo funcional no transporte em que a própria população é a mais atingida.

Um ônibus queimado atrapalha toda a linha , ficando a população por horas sem o meio de transporte que é imprescindível para que seu dia a dia transcorra razoavelmente bem.

Manifestação é um direito do povo que precisa sim colocar prá fora o grito preso na garganta por tanta corrupção, roubalheira de nossos governantes, crise na saúde e educação, etc, etc...

São sempre importantes as manifestações, desde que coerentes livres de violência e vandalismo.


A Copa do Mundo não pode se sobrepor às necessidades de vida do nosso povo” — disse o religioso, Lanceloti, coordenador da Pastoral de Rua, participante da manifestação contra a Copa 

 
Concordo plenamente. Mas não tem justificativa prejudicar outras pessoas para manifestar um desagrado ou uma sensação de injustiça.

Já é tempo de nossas autoridades agirem com mais rigor , punindo severamente esses vândalos inconsequentes.

Enquanto os noticiários ficarem informando : foram vários detidos e todos liberados.


NINGUÉM FOI PRESO! Assim sempre terminam as conclusões dos noticiários. O que nos leva a crer é um crescente aumento de vandalismo, como tem acontecido desde junho até agora, data em que teve início o movimento “manifestações”





É urgente e louvável que as autoridades tomem medidas para conter os atos de vandalismo em protestos.

É dever do estado proteger o patrimônio público e privado contra depredações e saques. O estado tem obrigação de usar a força , dentro da lei (é claro ) , em favor da coletividade. Não podemos permitir que mascarados continuem destruindo impunemente  patrimônio público ou privado sem  qualquer medida radical   de coibição."




Poderá gostar de ;
  1. manifestações x vandalismo

domingo, 26 de janeiro de 2014

PAVÊ SÃO LUIS

Para esse domingo  eu trouxe uma receita deliciosa.
É prática e muito facil de fazer.
Nao exige assim muitos conhecimentos culinarios . Basta fazê-  la com capricho e dedicação.  E so seguir os passos da receita com cuidado e o resultado final é um delicioso "pavê de chocolate com biscoito champanhe"
É uma receita para pricipiantes. Epoca em que minha filha ainda adolescente  iniciava  suas aventuras na cozinha.
Saudades daquela época , quando o tilintar dos talheres e taças se misturava com o riso frouxo da juventude...

 mas, vamos a receita
detalhe receita

PAVÊ SAO LUÍS

Primeiro creme:

1 lata de leite condensado
1 lata (medida) de leite
3 gemas
1 colher (sopa) de maizena

Faça um creme e coloque num pirex

Segundo creme

1 lata (medida) de leite
3 colheres de chocolate em pó
1 colher (café) maizena.
Obs: este creme é mais ralo que o primeiro

Umedeca a bolacha champanhe neste creme ee va colocando sobre o primeiro creme

Terceiro creme

3claras em neve
6 colheres de açúcar
1 lata de creme de leite ( sem soro)
Bata bem fazendo um chantilly
Dexpeje sobre os biscoitos umedecidos
Decore com chocolate em barra ralado
 Gelar por no minimo 4horas



Bom apetite!!!

sábado, 25 de janeiro de 2014

Caminhando pela manhã

Caminhar pela manhã é sem dúvida energizante.
As manhãs quentes de verão favorecem a oportunidade de curtir essa experiência ao ar livre.
Melhor ainda quando se tem a oportunidade  de caminhar por por caminhos livres de trânsito, ladeado pelo verde onde buscamos energias que tonificam os pulmões e ajudam a liberar não só toxinas orgânicas como também as "toxinas emocionais" de estresse, ansiedade, preocupações, irritabilidade...
Toma conta de nosso ser um estado de paz, serenidade e leveza ao contemplar as belezas da Natureza...

 Do nosso coração  brota então  uma prece:

" "Senhor, dá-me hoje e sempre , a capacidade de amar e contemplar a beleza que a Natureza me oferece. Que isto seja um sinal deste Amor para os meus irmãos de jornada de trabalho e todos aqueles que comigo convivem "



 "Ó Senhor, nosso Deus, como é glorioso vosso nome em toda terra!.
Vossa majestade se estende, triunfante, por cima de todos os céus"  
Salmo 8,2





sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

A violência nas pequenas cidades.

E desta vez, também fomos vitimados...

 



Echaporã é uma pequena cidade, acolhedora com seus moradores e visitantes.
Este é o perfil que antes marcava a cidade. Pequena e acolhedora, ideal para criar os filhos mais à vontade, recanto para idosos., com grande potencial turístico.
Mas a onda de violência que assola as grandes cidades, infelizmente também tem tido seu lugar em recantos como esse.
Envolvimento com drogas, pequenos furtos e até um roubo seguido de sequestro que não se consolidou porque a polícia agiu a tempo. O ´último caso grave que deixou a todos abalados foi o assassinato de um jovem morador da cidade, crime creditado como homofobia..
Na madrugada de terça-feira, dia 21, moradores próximos à agência bancária invadida tiveram seu sono bruscamente interrompido pelo estouro de explosivos.
Bandidos explodiram o caixa eletrônicoda agência bancária no centro da cidade.
Vizinhos acordaram assustados.. Felizmente a polícia agiu rápido e prendeu 4 dos integrantes do grupo em uma chácara vizinha onde estiveram durante dias anteriores sondando o ambiente e planejando a ação. Entre os ladrões, quase todos menores, também duas jovens adolescentes, o que causa grande pesar constatar o rumo que nossos jovens estão tomando.
. Mas o dinheiro ainda não foi recperado e dois assaltantes estão foragidos.
Vemos pela televisão tantos caixas eletrônicos explodidos por bandidos e pensamos que estamos a salvo em nossa tranquila e pequena cidade do interior.”

Echaporã já não é mais um lugar que inspira segurança há muito tempo. E a cada dia a onda de criminalidade avança mais um passo.
Os hábitos do morador echaporaense estão mudando. Portas e janelas muito bem trancadas, crianças à vista dos pais, carros bem fechados.... Nada de encontros na praça à noite, pois se tornou ponto de encontro de meliantes. A prevenção é nossa aliada para que nenhum de nós possamos ser diretamente vitimados pela violência aqui instalada.
A polícia faz rondas na região para encontrar os outros integrantes da quadrilha.
Um helicóptero sobrevoa a zona rural, deixando a todos de sobreaviso.
E assim nossa pacata cidade também já é mais um número nas estatísticas de criminalidade do Estado.

Que os envolvidos sejam punidos com rigor.

23/01/14 17:37:57



quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Não faça tempestade em copo d'água...

e tudo na vida são copos d'agua...



Hoje buscando alguns exemplares de livros para uma amiga, casualmente caiu-me às mãos um livro que há muito tempo o havia esquecido num canto da estante.



'Não faça tempestade em copo d'água” é um Best seller de Richard Carlson .

Não o considero um livro de auto-ajuda, como muitos podem pensar e já excluir sem nem mesmo conhecê-lo.

Trata -se de um livro de reflexões para que possamos encarar a vida de maneira mais realista e leve, eliminando os excessos, preocupações desnecessárias ou supervalorizando pequenos problemas e questões que nos tiram o prazer e prejudicam nosso bem estar.. Trata-se de eliminar tudo aquilo que futuramente irá refletir em nossa qualidade de vida, ocasionando estresse ou descontroles emocionais.

Claro que nos dias de hoje as necessidades da vida moderna nos coloca num ritmo alucinante de mil coisas a fazer, muitos compromissos a cumprir.

Nos deparamos diariamente com pessoas “estressadinhas' que no trânsito buzinam por qualquer razão, tentam ultrapassagem a qualquer custo expondo em risco não só sua vida como a de terceiros.

Já presenciei em filas de banco pessoas descontentes com a espera e mostrando claramente seu descontentamento pela fila preferencial , sem falar naqueles que “surrupiam” a vaga especial, porque se acham no direito de ali estacionar “ apenas um minutinho”. Estão com pressa , os pobres coitados....

São os estressadinhos de plantão. Irritam-se por pouco, porque seu copo d'agua já está cheio e basta apenas mais um pingo para transbordar..

Esta é a proposta do livro: “mostrar a você como impedir que as pequenas coisas , que surgem a todo momento em sua vida , o enlouqueçam”.

É procurar transformar um cotidiano turbulento em dias mais tranquilos onde priorizamos atividades e funções e não descarreguemos nosso humor negro naquele que está mais próximo.

São palavras dele: “Pessoas eficientes não são necessariamente pessoas que não tem mãos a medir, na quantidade de tarefas que escolhem para si mesmas, ou que se acreditam capazes infalivelmente de administrar o seu estresse”

“Pessoas eficientes são aquelas que conseguem encontrar , em suas vidas, espaço para o prazer, o lazer em família, tempo para meditação, tempo para si mesma como por exemplo ler um livro ou ouvir música”


'Não faça tempestade em copo d'água”, não é um livro para ser lido de ponta a ponta , sequencialmente. Leia aleatoriamente aquele título que mais lhe agradar e que julgar condizente com seu dia a dia. Pode-se dizer que seja um livro de cabeceira, ao qual sempre retornamos como a reafirmar conceitos.


Vale a pena conferir! Fica aqui a dica.