terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ventos de agosto






imagem de arquivo
E agosto chegou com ares de bons amigos,
Um céu límpido e transparente contrastando com o verde da natureza.

Um ar tão mais ameno com o sol já desde manhãzinha trazendo presságios de alegria e vida nova.
 Até pareceu-me que a natureza cansada da rigidez do inverno, em surdina, na madrugada saltou para a alegre primavera.
Sonho que se esfumaçou com a manhã enevoada e sol encoberto pelo horizonte cinzento de hoje. 
Eu já estava até estranhando a luminosidade deste final de julho e primeiros dias de agosto. 
Afinal, desde criança que carrego comigo essa cultura de que o oitavo mês do ano é cercado de superstições. Mês do azar, mês do cachorro louco, mês mais feio do ano,  mês ventoso e seco...
Mas, se é mês do cachorro louco ou mês do azar parece-me mais folclore, cultura popular . Mas que é o mês mais feio do ano, ah, isso não vou discutir. 


imagem google

Em agosto predominam os dias enevoados, ar seco e muita poeira trazida pelos ventos característicos do mês.
E foi assim que o dia amanheceu hoje . Um vento frio que cortava os ares, varrendo tudo que encontrava pela frente , brincando com os cabelos da moça toda arrumada em direção ao colégio.
No quintal rodopiam velozmente folhas secas, como a brincar displicentemente. . Um desafio para a mulher que em vão tentava recolhê-las.
Folhas secas que estalam sob os pés do passante apressado...
Folhas secas que levam sonhos, mas trazem também novas esperanças.
Folhas secas que caem e se perdem , mas que sinalizam um final de ciclo. 
Sinalizam também  que com as chuvas que virão logo após, nova vida, novas alegrias surgirão.

 "E assim como os ventos de agosto levam para longe as sementes que germinarão nova vida, que as sementes de amor germinadas em nosso coração possam voar prá terrenos férteis espalhando também muito amor e conforto em outros corações".


imagem google



"Que neste final de inverno e prenúncio de primavera possamos ser como o bambu, que com sua flexibilidade se curva   diante do vento forte e implacável mas não se quebra"





 











5 comentários:

  1. OI EDITE!
    POIS É, AGOSTO É TUDO QUE DIZES E MAIS, É O MÊS MAIS FRIO DO ANO E EU QUE DETESTO INVERNO O RECEBI MUITO BEM, POIS A PARTIR DELE, ESPERAREI A PRIMAVERA COM MUITA ALEGRIA.
    TEU TEXTO ESTÁ MUITO LEGAL, BEM ESCRITO E COM UM FUNDO POÉTICO QUE ME AGRADOU MUITO.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Edite, o meu abraço...
    Bonito texto... Agosto tem suas características e entre elas o vento e a poeira... Por aqui, é o mês mais seco e a grama fica toda amarronzada... Mas, há beleza também neste mês!
    Logo a Primavera chegará com as suas flores e beleza!!

    Uma Boa 4ª feira... Beijos

    ResponderExcluir
  3. Que belo texto,Edite! Agosto é mesmo mes de vento e porisso acho mais frio que julho. E que linda analogia do bambu:que sejamos fortes,verguemos mas sem quebrar! Bjs,

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Pode ser meu preconceito, mas nunca gostei do mês de agosto. Rs... Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Muitos carregam essa superstição de mês agourento e feio para agosto. Mas vamos ter para ele um olhar deferente e poder ver a beleza mesmo entre as folhas secas e a poeira que o caracteriza. Abcs

    ResponderExcluir