quarta-feira, 20 de maio de 2015

A perigosa busca pelo corpo perfeito



A busca pelo corpo perfeito tem feito cada vez mais vítimas. Virou uma obsessão nas mulheres essa  busca por um corpo que foge dos padrões naturais .
 Quando aconteceu o “incidente” com a modelo Andressa Urach, o bom senso me dizia que as idealistas do corpo perfeito seriam mais cautelosas quanto à aplicação de hidrogel para turbinar rapidamente bumbum e coxas.
 Mas , parece que não há nada que detenha a vaidade feminina . Em busca de um padrão de beleza idealizado pela sociedade e exposto na mídia 24 horas por dia, vale qualquer risco.
Não recuam diante do perigo e entregam-se à mutilações do próprio corpo. Sempre existe aquela vaga esperança de que “comigo vai dar certo! Efeitos colaterais não vai acontecer “
  Parece até que a felicidade encontra-se ali, naquela clínica médica ou até num hotel de luxo onde ultimamente  mulheres vaidosas ao extremo buscaram a realização de seu sonho . Só que o feitiço virou contra o feiticeiro , e o que já era perfeito agora ficou imperfeito e difícil de aceitar  e difícil de consertar.
 Queixas foram feitas , a falsa médica Marcilene Soares foi  presa com seu produto industrial com o qual enganava as vítimas a um preço bem polpudo.
Já aconteceram outras mortes devido a essa aplicação de hidrogel . Falsas médicas são presas e logo após pagamento de fiança são soltas . Continuam atuando , porque o mercado é rendoso e sempre há as incautas.
O que impressiona a mim e a outros é que a grande parte daquelas que procuram o procedimento são mulheres belas , elegantes .Mulheres que deveriam  se orgulhar de sua beleza natural. Mulheres que simplesmente “fecham” quando chegam ....
Mas é preciso ser “ a mais bela entre as belas”
 Não entendo essa dificuldade em lidar com algumas “gordurinhas” a mais ou dois centímetros a mais na cintura . Porque essa insatisfação toda?
Por que não aceitar-se como veio ao mundo ou com as possiveis correções que é possível conseguir com uma boa dieta alimentar e atividades físicas ?
Porque o culto ao corpo perfeito tem que ser uma meta  a ser cumprida assim tão rigidamente?.

4 comentários:

  1. ...e tudo isso é efémero, pois ninguém foge ao passar dos anos.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Também não entendo isso, hoje mesmo falando com uma amiga sobre as alterações que o meu corpo sofreu nos últimos anos, lhe demonstrava que isso não me afeta, aceito com naturalidade e fico até feliz por na casa dos cinquenta ainda ter alguma figurinha...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. A resposta pra sua pergunta que finaliza o post é:
    --Porque são pessoas que se dão bem muito bem com a futilidade e com a banalidade. Se tivessem com o que de bom preencher os neurônios, a situação seria outra... seria assim feito eu e feito você, entre tantas outras milhares de pessoas com substância intellectual.
    Paz

    ResponderExcluir
  4. Importa perguntar: onde fica a pessoa no meio destas competições sociais sem sentido?

    beijinho, amiga

    ResponderExcluir