terça-feira, 6 de junho de 2017

das emoções internas às emoções externas , sempre festejando ...


.


E maio se foi , deixando atrás de si um rastro de perfume de flores exclusivas do mês . Maio é assim , um mês muito festivo , destas festas que inebriam a alma e trabalham nossas emoções .

São noivas lindas arrastando seus belos vestidos bordados de pedrarias a cruzar corredores de igrejas deixando no ar um suspiro de saudades para as já casadas e alimentando desejos profundos nas moças casadoiras, muitas já com seus pares sonhando também com seu grande dia .

E não são somente as noivas , as privilegiadas do mês. Atenção especial são dadas às mães que recebem infinitas homenagens nas escolas , creches e igrejas . Sem esquecer de nossa Senhora , mãe de Jesus e nossa mãe primeira . 

É bonito de se ver em algumas paróquias a celebração de coroação à nossa Rainha e Mãe celestial . Uma tradição que já não é tão cultivada , mas que as pequenas paróquias do interior fazem questão de conservar , incentivando assim em nossas crianças esse belo amor maternal ao mesmo tempo divino pois leva a criança ao encontro de Jesus .


E assim se foi o Mês de maio com seu clima agradável , reforçando sentimentos maternais e religiosos assim como também dando um voto de confiança às uniões matrimoniais.

Se o mês de maio fez aflorar nossa sensibilidade através de emoções internas , chegou Junho trazendo expectativas de muitas festas , quermesses e quadrilhas .
É hora de soltar as energias , beber muito quentão e vinho quente . Deliciar-se com as gostosuras típicas da época.


É a temporada das tradicionais festas juninas nas escolas , nas praças das igrejas e instituições particulares . Tudo é feito com muito esmero e carinho no preparo das barracas de comidas típicas , barracas de diversão , muitas bandeirinha , flores de papel crepom e o cuidado no ensaio das quadrilhas .



Uma programação com o objetivo de envolver a garotada , bem com seus pais e todos que tiverem imbuído em si este espírito de diversão nas festas dos santos Antônio , João e Pedro .
Três santos , cada um com sua característica e seu ritual de devoção . São João é o “Santo da Fogueira “ porque conta a lenda que quando o Santo Nasceu , sua mãe Santa Isabel acendeu uma fogueira bem grande na frente da casa como um sinal de seu nascimento . A noite era muito fria e o céu bem estrelado . 

Já Santo Antônio ganhou a fama de casamenteiro , porque dizem que em sua época arranjava dinheiro para o dote das moças que estavam em tempo de casarem -se . 

E São Pedro é o Santo que guarda as chaves do céu . Está lá em Mateus , 16, 17-19:

 “eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei as chaves do Reino dos céus;

Vamos lá minha gente ! Vamos tirar a camisa xadrez do armário , providenciar uma saia de chita ,
 bigodinhos para os homens e tranças nos cabelos para as mulheres . Muita dança , pipoca e quentão,canjica e delícias de milho verde nos aguardam .

Apenas uma ressalva para as fogueiras , fogos ou balões que usados de forma imprudente podem causar graves acidentes e acabar com a festa ...

Festejemos com alegria :
Santo Antônio 
 São João e 
São Pedro !!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário