Powered By Blogger

domingo, 30 de janeiro de 2022

Chuva e poesia


 

Lá fora a chuva fina , chuva fria

Chuva que continua a cair

chuva que fertiliza a terra 

Traz um pouco de nostalgia 

Mas também ao coração alegria


Olho pela janela

Vejo a paisagem cinzenta

a chuva continua fina e lenta



Parece que o dia demora

a tarde que se prolonga

a chuva a cair lá fora

nesta monotonia fria e modorrenta

Um silêncio que perdura

e a vontade de madornar aumenta


edite lima 60

2017

*****************


Somos como os rosais que, sob a chuva fria,
Estão lá fora no jardim se desfolhando.

Chove dentro de nós... Chove melancolia...

Ribeiro couto

5 comentários:

  1. Linda poesia,Edite. Bem cheia de nostalgia o que provoca a chuvinha...
    Mas precisamos dela.Aqui ela veio, trouxe um pouco de refresco, agora temos sol lindo há três dias! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Um poema muito inspirador. A chuva, embora incomode por vezes, é sempre necessária para que a terra produza o que precisamos.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Gostei de ler a sua poesia, Edite.
    Linda semana.
    Um carinhoso abraço
    Verena.

    ResponderExcluir
  4. Poesia delicada e bem expressiva...

    A chuva foi toda para aí e nós estamos a secar...

    Votos de um Fevereiro mais ameno... Beijos
    ~~~

    ResponderExcluir