sábado, 15 de dezembro de 2012

Encerrando mais um ano de atividades catequéticas.

E eu passei o ano mencionando em alguns posts minha queridas meninas da catequese de Crisma.
Foi um trabalho muito gratificante, apesar das dificuldades que muitas vezes atropelam nossa caminhada. Mas nada que me fizesse desanimar. Pelo contrário, cada pedra no caminho representava um estímulo para contorná-la e seguir em frente.
"O importante não é chegar a algum lugar, mas sim ter a certeza de que se está caminhando na direção certa",já dizia Pe. Leo.
 Assim ,passo a passo , detendo-nos na medida da necessidade, parando, contemplando a paisagem a nosso redor , vamos atingindo nossos objetivos.
E é essa certeza que move o catequista. Porque o que é a catequese senão despertar no catequizando o amor a Deus e ao próximo, recuperar valores hoje tão esquecidos como respeito ao outro e à natureza tão prodigamente por Deus deixada a nós.
A fé é um caminho ascendente. É como uma semente que só germina em terra boa. E o catequista vai irrigando esse terreno com boas palavras cristãs, vai trazendo os ensinamentos de Jesus para nosso dia a dia  . E assim, o jovem ou a criança vai vivenciando esses ensinamentos e percebendo que as palavras, ou seja, os ensinamentos cristãos é que vão nos  conduzir ao caminho do bem. Vão aprendendo que onde se vive o amor, estabelece-se laços de comunhão muito mais fortes entre as pessoas.
Essa mesma fé aliada à confiança em Deus vai nos fazer levantar quantas vezes precisar após uma possível queda.
E assim , com essa certeza de que a semente foi lançada em terreno fértil, na esperança de que todos perseverem naquilo que aprenderam,  encerramos esta semana mais um ano de atividades catequéticas, com um alegre encontro para revelar o amigo secreto, como é de praxe no final de ano.

Vejam alguns flashes de nossa confraternização


E não são lindas minhas gatinhas? Valéria, um pouco displiscente, agrega a função de coroinha em seu currículo de catequese. Uma boa menina. 
 Carol, ...Ah, esta é super assídua, atenciosa e muito compenetrada. Um exemplo para as outras que no final do ano reconhecendo sua dedicação à catequese não tiveram dúvidas em reservar prá ela o "Anjinho" mais cobiçado por todas. 
Eu explico. O "anjinho" foi uma peça linda que dei a cada uma como lembrança de final de ano. Apenas um deles era maior que os outros. E  a dúvida era: "com quem ficaria? Confusão geral. Todas queriam, é claro. Mas no fim chegaram a um consenso muito válido ."A Carol... disseram em uníssono" Guarde para a Carol". Afinal ela foi a mais dedicada durante todo o ano. Neste dia não estava presente porque estava doente. Mas seu esforço foi lembrado pelas colegas e recompensado com o reconhecimento de todas. "Parabéns meninas1 vocês são meu orgulho". Emily, é do grupo da Sílvia. Um encanto de menina, meiga e gentil.  Gabi, ah, eu amo essa baixinha que já tentou me desafiar. Mas no fim ficou tudo bem. Estava num momento difícil que eu entendi perfeitamente.

E olha as duas turmas aí. Eu fiquei perdida em meio a essa moçada!  Dá prá me identificar aí? A Sílvia, claro, é a "Lora" da direita. Mas essa "lora" é porreta". O que tem de "lorice" tem de inteligência, dinamismo e boa vontade. Minha amizade com ela foi assim : afinidade pura! Ela  sim é "mãezona". Traz todos debaixo de "suas asas... Seus catequizandos a amam de montão. eu também. Reparem que só tem um varão em meio a tantas meninas bonitas. Cuidado Artur! pense bem no que vai falar...vc é minoria. Se bobear, levou... Brincadeirinha, as meninas amam o "rei Artur".Ou melhor, nós amamos o "rei Artur". Ele é especial... E vejam  a caixa de bombons que ele  ganhou do amigo secreto. Veio bem a tempo...(rsss...) Sábia escolha, será que comendo tanto chocolate assim ele não engorda um pouquinho? E vejam aquela com quem estou abraçada. É a minha '"giselle". Vaidosa que só ela! Sempre muito bem maquiada e... não anda...desfila! Um encanto! Tenho por ela um carinho especial. 
Por isso fui chamada de "mãezona". Não me considero mãezona não. Apenas me esforço por compreender cada uma delas. Sou protetora, cuidadosa com todas. Afinal sou responsável por levar-lhes bons ensinamentos, recuperar valores esquecidos, mostrar outros. E acolher bem a todas é fundamental. principalmente aquele que se se mostra inseguro,ideias tumultuadas,  buscando compreensão. Fase difícil essa de adolescente!
Mas eu tenho consciência de que fiz o melhor que pude por elas.Lancei a semente e tenho certeza que algum fruto há de brotar... Este e um grupo do qual sempre me lembrarei. Especial!



Olha nóis aí de novo.. Gente que vergonha! Até eu, se bobear, perigo de apanhar dessa moçada.Um empurrãozinho só e...era uma vez. Chiiiiiii....  magoou. Façam de conta que não estão vendo minhas "perninhas" ao lado dessas "pernaltas"   kkkk
Ah, e olha a Erika aí, a penúltima da direita. Dizem que ela é difícil, mas eu não tive problemas com ela não. Pelo contrário, a admiro muito . É uma garota alegre e participativa.  Frequenta o grupo de jovens e usa seus dotes de violonista  tocando na igreja, enriquecendo as celebrações com o som de seu violão. A última é a Isabella, do grupo da Sílvia. Simpática e sempre sorridente. Canta muito bem, usando o dom da voz que Deus lhe deu. Participa de todos os eventos celebrativos mostrando com simplicidade seu dom de louvar a Deus através do canto.
A de blusa verde no centro é a Natália, Nat para os mais íntímos.   Tem perfil de bipolar. Quando está nos seus melhores dias, tem uma alegria contagiante . Gosta de contar fatos que presenciou. E haja paciência prá fazer a Nat parar de falar (asneiras) como dizem as outras. Mas tem dias que está sorumbática e permanece calada em seu canto. Parece que nada a interessa.Fica ausente. Puxa! Tenho que ser psicóloga também prá entender essas meninas. E ainda me chamam de "Mãezona" . Pode ?
Silviaaa....Metidaaa.. eu também ganhei...

Que lindinho! tchutchuca da mamãe... rssss

Siiiiiilviaa!   essa catequizanda é minha ... e do coração. Não vale comprar carinho...Caroool...vc me traiu..tô com ciumes... chuif...chuif


do que será que ela ri tanto? Esta é a Sílvia, sempre alegre e sorridente! Sílvia, foi um prazer ser sua parceira durante esse ano!

Essa comigo é a Gabizinha. Eta baixinha brava, gente! Sabe, dessas que parece não estar escutando , mas não deixa passar nada? Mas em compensação é a enciclopédia ambulante do grupo. Tudo ela já leu, já viu ou já escutou. Gostei quando ela foi a sorteada para o livro "Agapinho" do Pe. marcelo Rossi.  O livro "Agapinho eu o ganhei em sorteio do grupo "Catequistas Unidos" Fui comtemplada com 6 livros muito  interessantes. Querendo continuar a "corrente do bem" que a Angela começou em seu blog, eu sorteei esse volume entre minhas pequenas.E quem ganhou foi a Gabi.Tenho certeza que vai lê-lo e depois nos contar tudnho... Ah, a pose? É que sumiram com meu presente. Então eu simulei estar segurando algo. Mas, não ´"pegou"  Ficou esquisito... Gabi, vc mora no meu coração. Já estou com saudades...


E prá fechar com chave de ouro, eu e  minha amiga Sílvia. Uma parceria que deu certo.Tomara que no próximo ano possamos repetir a dose. Afinal, em time que está ganhando não se mexe.

Gente, o post ficou longo demais. Desculpem, mas eu queria mostrar o perfil dessas belezuras.... 
e ainda ficou gente prá trás, mas que são todas muito especiais: a Mayume, mesticinha meiga e gentil, Janaína  , uma bela moça, grande em tamanho mas não passa de uma criança precisando de apoio. No que a Sílvia faz muito bem
e a bela , meiga e tímida Ana Dália. Seu nome é mesmo condizente com ela. Delicada como uma flor... 

4 comentários:

  1. Edite, parabéns pela dedicação!!!

    As fotos ficaram lindas!!!!

    ResponderExcluir
  2. Edite, amei tudo o que vc falou, sobre as "nossas crianças" e sobre mim, claro!Dai, bateu uma tristeza,por ter que nos afastar dessa turminha,mas parei para pensar, e lembrei que ......Antes mesmo de sonhar em ser Catequista,nós já faziamos parte do sonho de Jesus,de nos mandar em missão para apontar o caminho da salvação, para aqueles que estão sem direção, em fim , pensei que Jesus foi Àquele que primeiro nos amou e nos escolheu: “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi” (Jo 15, 16). Não se pode anunciar aquilo que ainda não se experimentou. O catequista precisa ter essa consciência de que a missão não é mérito seu, mas lhe foi confiada. Não se trata de realização pessoal, mas algo muito maior, ou seja, o catequista é um eleito de Deus para exercer esta vocação específica no seio da Igreja. Vocação esta que não pode ser vivida sendo egoísta e se apegando apenas á um grupo, porque chegarão outras que estarão tb na escuridão e teremos que lhe oferecer está luz, que só pode ser Jesus!!bjs amiga....SILVIA ROJO

    ResponderExcluir
  3. obs:Poxa.... Dona Edite Lima, vc não tinha umas fotos, que eu tivesse ficado melhorzinha não,heim? Nestas ai, vc me detonou!!!afff!!!!

    ResponderExcluir