segunda-feira, 14 de outubro de 2013

A corrente do Bem : resenha do filme



Um filme que emociona e que nos faz refletir sobre nossa postura diante do próximo, pensar em nossos sentimentos e ações que gerem realmente transformação na sociedade.
O filme , inspirado na obra “Pay it Forward” de Catherine Ryan Hyde tem forte apelo emocional na mensagem subscrita em que transmite: “você pode , se quiser, mudar o mundo”.
Um elenco “oscarizado” protagoniza a trama cinematográfica:
Kevin Spacey (Oscar de melhor ator), como professor Simonet
Helen Hunt ( também já premiada) como Arlenne, mãe de Trevor( Joel Osment, Oscar de melhor ator pela protagonização no filme “Sexto Sentido”)faz o papel do estudante e filho de Arlene com Rick ( Bom Jovi) que faz uma pequena , mas importante, participação.

Resenha:

Trevor (Joel Osment ) frequenta a turma da 7ª série. No início do ano a classe se vê diante de um novo professor de Estudos Sociais diante do qual a classe tem um impacto frente aos questionamentos que o professor faz. 
Em conversa com a classe ele leva os alunos a refletir sobre : “ o que o mundo espera de vocês?”. E se quando forem adultos se decepcionarem com o que o  mundo possa lhes oferecer? Pode não ser aquilo que esperam.” 
Diante da perplexidade de alguns e displicência de outros ele lança um desafio: “ "Observar o mundo à sua volta e encontrar soluções para aquilo que não gosta” Em resumo: “Consertar o mundo”.

O professor jamais imaginou que algum de seus alunos fosse levar a proposta a sério. Mas Trevor precisava “consertar” muita coisa em sua vida. Como ele mesmo diz na trama. 'É possível consertar algo mais que sua bicicleta”. 


 
Com pais alcoólatras, sendo que o pai se ausentava por longos períodos e quando voltava era a motivação para Arlene sair da abstinência que vinha tentando há tempos. Um dos temores de Trevor era a volta do pai para casa.
A proposta de Trevor é simples, segundo ele imagina “ Se alguém faz um favor a uma pessoa, algo importante que a pessoa não ´possa fazer sozinha ,repassa esse gesto a mais três pessoas, a corrente se multiplica”. 



 
Começa a colocar seu projeto em prática a partir de um mendingo que chama sua atenção no caminho para casa, ao vê-lo revirando o lixo para buscar seu alimento.
A partir daí a trama se desenrola, as boas ações vão se multiplicando, mas sem o conhecimento de Trevor que tem a sensação de que seu objetivo não está sendo alcançado. Uma série de pessoas se envolve na corrente ,inclusive sua mãe , o professor e sua avó também alcoólatra. E moradora de rua.
O que o menino não imaginava é que a corrente fosse chegar tão longe a ponto de atrair a atenção de um repórter , esse também beneficiado pela corrente . Instigado pela boa ação que recebera não descansa até encontrar a origem da mesma: Trevor
O final é inusitado e sempre me emociona a cada vez que assisto. Vale a pena conferir.


A proposta do filme é bem clara;
O impacto social de uma boa ação, um gesto de carinho, uma gentileza gera um fator multiplicador de bem estar social.
Como no filme, se cada um de nós nos propusermos a ajudar aqueles que necessitam, a corrente crescerá rapidamente. Gerando transformações. Como disse Trevor ao ser interrogado pelo repórter sobre o porquê disso tudo e ele responde: “Porque a vida não precisa ser assim, uma merda”
Em outro momento ele diz: ” ...mas as pessoas desistem e quando isso acontece todos saem perdendo!”






7 comentários:

  1. Fiquei com vontade, mostraste muito bem o filme. Do tipo que gosto! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Favors Cadeia é um filme que eu amei, ele tem uma mensagem maravilhosa. Eu acho que tem uma grande história e estilo cinematográfico.

    ResponderExcluir
  3. Favors Cadeia é um filme que eu amei, ele tem uma mensagem maravilhosa. Eu acho que tem uma grande história e estilo cinematográfico.

    ResponderExcluir
  4. Oi!!! Eu vi o filme... É assim: no fim o Trevor morre, os valentões acertam ele com um estilete. Quando o povo descobre a morte de Trevor, eles fazem um reconhecimento em frente a casa de Arlene e Simonet (isso, Simonet! No fim eles ficam juntos) com velas e flores. É lindo!!! A maioria que viu se emocionou... eu vi na escola...

    ResponderExcluir
  5. Oi Edite! Muito bonito seu blog ;)
    É tem razão, o filme é muito bom....
    <3
    Dá uma enorme compaixão daquela família no final... :(
    Ei, Anônimo! Não era para contar !!! >:( Né, Edite??? Perde a graça para quem não viu...

    ResponderExcluir
  6. muito show filme! o nome do professor é Simonet mesmo.

    ResponderExcluir