segunda-feira, 22 de outubro de 2018

VIDAS ROUBADAS -



Quando escrevi https://kantinhodaedite.blogspot.com/2018/02/meu-passado-me-condena.html, referia-me exatamente a esta pessoa  ,( da qual prefiro não dar maiores detalhes) , e que culminou num final trágico , como mostra o texto abaixo . 

Vidas que se vão cedo demais... e deixam marcas


Corta o coração quando ouvimos do envolvido : Já não adianta mais . Eu estou marcado . Perdi a credibilidade . Nada que eu faça ou fale colabora para que eu deixe de ser rotulado . Ah , se eu soubesse que tudo ia terminar assim....Mas não dá para voltar atrás!   (meu passado me condena )


E não deu mesmo , não foi possível uma reintegração na sociedade .
Não bastou o desejo interior , o esforço de tantos … o sofrimento da mãe e dos demais familiares e amigos.
Tudo indicava que um dia o final poderia ser trágico . Não da maneira como tudo aconteceu , talvez com menos sofrimento .
Bem , mas não sei dizer como seria esse “menos sofrimento “ . Porque já se sofria tanto convivendo num clima de medo , insegurança e dúvidas .
O fato é que a vida que era ainda jovem , poderia tomar outro rumo caso houvesse comprometimento .

Tudo foi feito para trazê-lo de volta ao caminho do bem . Tudo foi tentado . Nada há a replicar . Não existem culpados . Nem mesmo o agressor eu culpo totalmente . Espero o julgamento dos homens e confio no julgamento de Deus.

Nada justifica tirar uma vida . . Mas as pessoas , muitas vezes pecam pelo impulso do momento , já cansadas de ver repetidas sempre as mesmas cenas de violência e agressões .
Um dia o estopim explode ! E quando se cai em si, a “besteira “já está feita . E a vítima jaz inerte em uma poça de sangue .

E foi assim que tudo terminou no final da tarde deste último sábado . Um jovem assassinado com duas facadas , uma mãe desesperada , uma viúva um pouco “distante “ sem saber como reagir . E , o mais dolorido , um pequeno bebê prestes a completar 3 aninhos de quem foi tirada o prazer de conviver com o pai . Uma orfandade forçada, adquirida de forma brutal.
Que o Senhor proteja esse pequeno ser e lhe direcione os passos.





Nós mães, estamos sempre dizendo aos nossos filhos "Que Deus te acompanhe", "Vai com Deus", porque sabemos que ao lado de Deus nossos filhos estão bem, estão protegidos, porque Ele é o pai de todos nós.

Não há nada pior na vida de uma mãe do que perder um filho, e eu sei bem que esta perda é imensurável. Nada pode confortar o coração de uma mãe que viu o seu filho partir. A única coisa que pode amenizar a sua dor é pensar que o seu rapaz, o seu filho amado, está neste momento ao lado de Deus, que o Senhor o chamou. 

Seu filho está acompanhado do nosso pai, ele agora está protegido. Nada mais de mal pode lhe acontecer. Ele está em paz! Apesar da dor e das saudades, pense que o seu menino está bem. 
Reze e peça conforto e luz. 
Conte comigo para o que precisar.
Que o "nosso menino" descanse em paz!

Um abraço muito forte e receba os meus mais sinceros pêsames.

Edite

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Sinto-me cansada ...




Tenho me sentido cansada ! Exausta mesmo . Tenho a sensação de carregar o mundo nos ombros . Pode parecer exagero , mas às vezes a vida exige tanto de nós! 
Já há alguns meses carrego comigo essa sensação de estar "atolada" Não é um cansaço físico. Um cansaço mental que  me faz achar que não vou dar conta de tanto a resolver .

Parece que tudo se perdeu : sonhos ...esperanças ... desejos de inovar... 
Tenho desejos de doar  mais de mim mesma, mas falta-me inspiração . Parece que tudo aquilo porque sempre lutei  foi por água abaixo . Sinto morrer o meu ideal . Sinto-me não correspondida , apenas usada .

É difícil fazer novas tentativas, quando não vem o apoio esperado . E eu, então , na tentativa de não falhar com terceiros , dou tudo de mim e consequentemente acabo me estressando devido à sobrecarga .

A vida nos reserva surpresas . A princípio tudo parece caminhar bem , firmamos nossos objetivos e cheios de entusiasmo nos colocamos a caminho . Começam a aparecer as dificuldades , as frustrações, as demandas . Vamos nos equilibrando como numa corda bamba , até que tudo parece ruir.  Começamos a nos sentir oprimidos , exaustos e aborrecidos . É hora então de tomar algumas medidas na tentativa de buscar de novo o equilíbrio . 
Reconhecer sinais e/ou sintomas de estresse mental funciona positivamente no sentido de se reequilibrar adotando medidas que afastem seus efeitos nocivos .

Sinto dificuldade em seguir a minha rotina , o que faz com que eu me sinta improdutiva .
Um olhar mais atento me fez ver também um certo impacto sobre minha atenção que já não é mais a mesma e a memória também tem dado sinais de fragilidade . Atenção e memória são funções cerebrais essenciais no nosso dia a dia . E um impacto sobre elas acaba por comprometer atividades que antes eram comuns no dia a dia . Assim me disse uma psicoterapeuta .

 Meu sistema imunológico também tem dado sinais de vulnerabilidade , quando não reage bem ao aparecimento de  gripes e resfriados corriqueiros ou outros vírus que circulam por aí .

Quero ter tempo para uma leitura agradável , tempo para minhas orações , 
 tempo para minha família e vida social . 
Tempo para postar em meus blogs e também visitar amigos virtuais.
Tempo para atualizar minhas páginas sociais .   
Tudo feito com prazer e não aquela sensação de algo pesado e obrigatório.

Só quero um pouco de tranquilidade , uma melhor distribuição de afazeres no meu dia ,
 Quero que a noite chegue tranquila e calma trazendo-me paz ao coração.
Por isso o tempo afastada daqui . Por isso o tempo afastada de meu grupo no facebook .
Não conseguia me aproximar do computador . Até do celular deixei de me atualizar nos grupos . E é claro que as cobranças vêm ...

 Mas , hoje , só hoje , perdoem-me os amigos , senti-me disposta a escrever aqui tudo aquilo que me aflige . Aos poucos vou retornando . Espero que compreendam . Eu precisava deste tempo . E talvez ainda precise mais . Vou aparecendo conforme a disponibilidade . 
Mas sinto falta deste espaço , apenas falta-me o ânimo necessário para aqui estar.

 Mas prometo , vou melhorar ...
 O primeiro passo já dei , reconhecendo que a principal ação contra o estresse é a mudança de hábitos, o que faz com que encaremos  o dia a dia de maneira diferente .
 E isso já me propus a fazer .



terça-feira, 2 de outubro de 2018

Aprenda com a vovó a fazer esse delicioso licor ...




O contato com a enorme produção de jabuticabas no sítio me fez pensar numa maneira de aproveitá-las de forma mais diversificada que não somente com a ingestão in natura .

E porque não fazer um delicioso licor artesanal como na época da vovó. 

Existem várias maneiras de se preparar um delicioso licor caseiro desde o tempo de nossas avós e que foram passadas de geração em geração . 

Embora hoje ,sendo produzido em larga escala industrial , por meio de processos mais sofisticados , o licor artesanal da vovó ainda tem seu charme e seu encanto servido como aperitivo ou como digestivo .


Licor caseiro é coisa de antigamente, de casa de avó ou de bisavó, que vai à mesa numa bandeja com toalhinha de crochê, numa garrafa linda de vidro ou de cristal rodeada por tacinhas ou copinhos também lindos. Licor não é coisa pra tomar todo dia, mas sim pra encerrar refeições especiais, não é bebida que se bebe em grandes quantidades, mas sim doses pequenas."


Ingredientes:
  •  1 litro de jabuticaba
  •  1 copo de cachaça (ou álcool de cereais)
  •  1 litro de água fervendo
  •  800 gramas de açúcar (5 xícaras)
  •  1 pote de vidro grande
Passos a seguir para fazer esta receita:

Para fazer licor de jabuticaba, comece por colocar as jabuticabas no vidro. Cubra com o açúcar. De seguida, acrescente a cachaça (que pode ser substituída por álcool de cereais).
Por fim, adicione a água fervente. Deixe esfriar, tampe a mistura e reserve em um lugar escuro por, no mínimo, 30 dias.



Depois do período de descanse, coe o licor de jabuticaba fácil em papel filtro e transfira para uma garrafa bonita. Sua bebida deliciosa está pronta a servir!
Surpreenda os seus convidados com esse licor maravilhoso num encontro para um bom papo



Licor caseiro é coisa de antigamente, de casa de avó ou de bisavó, que vai à mesa numa bandeja com toalhinha de crochê, numa garrafa linda de vidro ou de cristal rodeada por tacinhas ou copinhos também lindos. Licor não é coisa pra tomar todo dia, mas sim pra encerrar refeições especiais, não é bebida que se bebe em grandes quantidades, mas sim doses pequenas."( citação da net)



Uma deliciosa geleia de jabuticaba também pode fazer parte de seu cardápio ao servir o lanche da tarde .
 Fica deliciosa com torradas e além de acrescentar um sabor diferenciado no seu lanche , também irá se beneficiar das propriedades alimentícias da fruta.  



Geleia de jabuticaba
(aproximadamente 180 g)

Ingredientes
1 kg de jabuticabas maduras
200 g de açúcar cristal 



Preparo

Lave bem as jabuticabas. 

Coloque-as em uma panela de fundo grosso com água suficiente para que fiquem cobertas. 
Deixe cozinhar em fogo médio até que as cascas se abram e a poupa saia (mais ou menos 10 minutos).

Desligue o fogo e passe por uma peneira, espremendo bem as frutinhas. 
Torne a levar esse caldo com o açúcar ao fogo médio, mexendo de vez em quando. 
O caldo começará a engrossar. 
O ponto da geleia é quando molha-se as costas de uma colher e é possível passar o dedo sem o líquido escorrer. 
Lembre-se que a geleia encorpa ao esfriar.

Coloque em um pote de vidro com tampa, ambos esterilizados. 

Nota: a quantidade de açúcar varia de gosto. Use pouco porque se gostar de sentir o sabor da fruta, mas se achar necessário, coloque um pouco mais e deixe mais adocicada.