sábado, 12 de janeiro de 2013

Um louva a Deus na minha janela...



Hoje pela manhã, um louva a deus na minha janela, passeava  vagarosamente sobre a bancada de flores. Deve ter sido atraído pelo cálido sol da manhã que vem alimentar as plantinhas.
Mas deve ter aterrisado em lugar errado, pois parecia estranhar a pedra lisa do balcão de flores.
Eu fiquei ali a observá-lo como quando em criança também o fazia. Suas perninhas finas e compridas se movendo lentamente e as mãos postas quando se assentava chamava a atençao da garotada.
Na nossa ingenuidade de crianças ficávamos ali a admirar aquele pequeno inseto em posição de louvor a Deus. Gostávamos de tocá-lo para vê-lo saltar.
 E também hoje eu fiquei ali embevecida admirando aquele inseto curioso e que dizem ser sinal de esperança.
Eu até tentei aprisioná-lo em uma caixa. Não por maldade, mas para colocá -lo na folhagem da planta. Talvez assim se sentisse melhor acomodado em seu habitat natural.
Dizem não ter veneno, mas onde se agarra gruda como chiclete. Por isso não tive coragem de segurá-lo. Outra pessoa mais corajosa conseguiria, pois ele caminhava lentamente. 
Mas assim que tentei agarrá- lo com uma pinça, sua patas trazeiras mostraram todo seu poder e força agarrando-se firmemente na beirada do pratinho do vaso. E assim que se viu solto, pressentindo o perigo, voou para longe.
 Aliás, dizem que é assim, com suas patas em forma de garras,  que aprisionam suas presas. Sua garras e mandíbulas são poderosissimas.. A caça é geralmente feita de emboscada, facilitada pela sua capacidade de camuflagem.
 Assim com todo esse poder predatório, são de grande utilidade para os amantes da jardinagem e agricultores, pois funcionam como "pesticidas" auxiliando  na eliminação de insetos que prejudicam as plantas.. tais como formigas, besouros, lagartas, moscas, chegando a devorar  até sua prória cria.

Aliás,pesquisando, descobri que o ritual de acasamento entre os casais é estranho e mortal.. A época de acasalamento é ocasião de perigo para os machos. Eles até fogem das fêmeas, pois elas os devoram durante a cópula. Trituram a cabeça do macho, e o curioso é que este só morre após o término do ato sexual que culmina com a fecundação. 
Já pensaram? Uma vida por outras tantas, já que a fêmea deposita entre 10 a 400 ovos, muito embora nem todos se vinguem, pois também são alvos de outros predadores.
 Estranha e curiosa a lei da natureza.
 Ainda bem que entre nós humanos o "ritual de acasalamento" não chega a esse extremo.
 Muito embora, hoje em dia as mulheres ataquem também com todas as suas garras. Mas ainda não chegaram ao extremo de trucidar o parceiro.
Já pensou se a natureza se inverte? seria colocar o feitiço conra o feiticeiro...

7 comentários:

  1. Oi Edite! Gostei da postagem, ainda bem que com nós
    humanos é diferente.
    Grande beijo e bom final de semana. Nena

    ResponderExcluir
  2. Vetdade nebna, sem falar que na escassez de parceiros disponíveis hoje,reinaria a seca...kkkk

    ResponderExcluir
  3. Eh...eh...eh... Diverti-me, Edite, lendo seu texto.

    Eu também não tenho coragem de pegar em bicho, não. Agora é engraçado patinhas tão finas serem tão fortes, né?

    ResponderExcluir
  4. É a lei da natureza , Ana. Agora, orgasmo mortal!!!Pobres bichinhos....kkkkk

    ResponderExcluir
  5. Edite, não sei se estas imagens são suas, mas nesse caso isso é um grilo. O louva a deus tem a parte da frente bem fininha, uma cabeça grande e as "mãozinhas" compridas. Mas grilo tb é sinal de esperança e sorte. Bjs e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk...Marizete.. Fugi dessa aula de biologia.... Ha ha ha... E eu que pensei que fosse um louva a Deus... Ele ficou em pé comno um louva a Deus e tinha as garras tão fortes.. Tem certeza? Mas valeu pelo esclarecimento.... Bjs Mas eu n/
      nunca vi grilo verde...

      Excluir