sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012


O texto abaixo escrevi-o já há alguns anos, mas ele está sempre atualizado, porque a cada ano que passa a fé que move meu povo e admirável e se manifesta cada vez mais firme e inabalável.  
A procissão da penitência durante a quaresma já é tradição do nosso povo echaporaense. Iniciou-se hoje, 1ª sexta-feira da quaresma e segue até a última sexta- feira antes de Domingo de Ramos. Confiram....

Toque da Alvorada
FÈ...

5 horas da manhã...No alto-falante paroquial, o toque da alvorada. Já nem sei dizer há quanto tempo se usa o mesmo toque. O tradicional “silêncio”.Um costume herdado de um pároco antigo e muito querido.
Alguns minutos apenas. O suficiente para alertar os fiéis que é chegada a hora.
Levantar apressado. Rapidez na higiene matinal. Passos rápidos em direção ao ponto de encontro para a caminhada penitencial. É como se anjos tocassem a trombeta anunciando Jesus e a população acorresse atendendo a seu chamado.
Bonito de se ver. Gesto a se imitar. Passos rápidos... semblante iluminado...olhar determinado.
É, a fé é um sentimento indecifrável. Permanece escondida, parecendo fria, adormecida... De repente se inflama tocando o coração das pessoas de forma ardente e inabalável. Fé que se manifesta nos pequenos gestos desde o sono interrompido pelo toque da alvorada, o caminhar apressado, a oração contrita durante a caminhada, os cânticos sombrios, o semblante contemplativo e atento às palavras do pregador, atenção também à reflexão sobre a Campanha da Fraternidade.
Acontece todas as sextas – feiras da Quaresma. É tradição no nosso município a “PROCISSÂO DA PENITÊNCIA”. Já houve pároco que de início não botou muita credibilidade neste costume. Mas acabou mudando de ideia e se rendeu aos apelos da fé do povo.
Não importa o tempo que faça. Frio, ventania, neblina e até chuva. Lá vai o povo “caminhando com Jesus”. É um período de fortalecimento na fé, um despertar radiante a caminho da redenção.
  Mesmo que esteja chovendo. Não há empecilho. A igreja fica repleta de fiéis, provando que a fé do nosso povo é imbatível.
É como diz Zé Geraldo em sua música “A fé”: “Povo que vive sem fé é um povo abandonado”. O que não é o caso do povo dessa minha terra abençoada.




2 comentários:

  1. Lindo Edite! É mesmo, eu também me sinto muito mais tocada pela fé nessa época linda que antecede a Páscoa. É uma ocasião em que sentimos muito mais vivo o chamamento da religiosidade. É uma época linda em que vivenciamos a doação do nosso amado Mestre e Irmão Jesus. Adoro essa época e adoro todos os ritos relacionados. Confesso que não costumo participar mas não perco nenhuma procissão que passe pela minha rua, mesmo que pela janela. Bjs querida e parabéns pela sua cidade abençoada.

    ResponderExcluir
  2. Edite, minha querida amiga, admirável esse seu trabalho em prol do que você acredita.

    Os anos passam e você continua professando a sua fé, distribuindo harmonia por onde você passa, seja no mundo real ou virtual!!!

    Parabéns pelo texto tão bem escrito.

    ResponderExcluir