sexta-feira, 29 de março de 2013

A Páscoa se aproxima

E estamos novamente às vésperas da Páscoa.
 Que bom que sempre podemos contar com essa possibilidade de recomeço.
 Sim, porque o domingo de Páscoa marca a passagem da morte para a vida, das trevas para a luz.
 O domingo de Páscoa representa uma oportunidade de fazermos uma retrospectiva em nossas vidas, e estabelecermos um ponto de recomeço. 
 A páscoa traz inserida em sua mensagem o desejo de sermos melhores, de sairmos do “Egito”, para uma nova vida de libertação  e esperança.
Isto,  fazendo uma referência à libertação do povo hebreu , tendo à frente Moisés que guiado por Deus os libertou da escravidão, celebrando assim o "Pessach", primeira Páscoa judaica. 
"Pessach" seria a passagem da escravidão para a liberdade.
Celebremos a Páscoa com muita alegria e esperança.


 ***********************************************************************************
 E como ninguém é de ferro, vamos festejar também com muitos chocolates.
 Quem resiste a essas delícias!
 Ainda mais agora que, segundo os nutricionistas, o chocolate deixou de ser o vilão em nossa alimentação.
Ele não só retarda o envelhecimento pois  o cacau combate os radicais livres  como também  favorece nosso sistema cardiovascular... 
Boa notícia, não?
Ah, mas cuidado! Nada de exageros, viu?
 Vamos com calma, mas não deixemos de nos privar dessa guloseima, paixão de tantos.
 Então para  deixar sua Páscoa ainda mais "doce", vai aí uma receitnha prática com Colomba Pascal.
 
Como incrementar sua colomba pascal, dixando-a ainda mais saborosa
quem resiste a essa delícia...

Ingredientes: 

1 colomba pascal de 500g pronta

Recheio e Cobertura

Faça um Creme de maracujá:
1 lata de leite condensado
½ lata de creme de leite com soro
½ lata de suco concentrado de maracujá

Ganache de Chocolate:
 180g de chocolate meio amargo ou ao leite
½ lata de creme de leite
Para Confeitar:
180g de chocolate branco
Confeitos dourados
Cerejas

Modo de preparo:
Misture os ingredientes do creme de maracujá e reserve
Derreta o chocolate com o creme de leite por 45 segundos no microondas em potência baixa, colocando aos pouco e mexendo sempre
Retire com uma faca todo o meio da colomba
No buraco feito, acrescente o creme de maracujá, um pedaço da colomba cortada, o ganache e feche com a tampa da colomba
Decore com chocolate derretido branco e preto, confeitos dourados e cerejas.

Poderá ver o vídeo explicativo clicando no link abaixo:


 Ah, e a colomba Pascal também é símbolo da Páscoa.
 Seu formato em forma de pomba significa Paz.
A forma de pomba era usada nos antigos sacrários onde se guardava a Eucaristia.
   Hoje a colomba é apresentada em diferentes tipos de embalagens e diversas opções de sabores, com frutas cristalizadas ou chocolate.
Uma boa sugestão para presentear amigos ou familiares ou simplesmente servi-la no delicioso café da manhã.
  
 Tenham todos uma FELIZ PÀSCOA!



terça-feira, 26 de março de 2013

DEepois da chuva vem o sol


É manhã de sábado. O despertar encontrou-me preguiçosa e na mais profunda inércia.
Tanta indolência eu atribuía a uma semana chuvosa, cinzenta e fria.
Era como se eu tivesse sido contaminada por aqueles dias cansativos de chuva intensa , onde o sair de casa se tornava uma aventura dirigindo em meio a neblina densa ou praticando malabarismos entre as eventuais poças d água que se acumulam nas calçadas mal conservadas.
As persianas fechadas, aumentavam a escuridão do quarto e me faziam acreditar que teríamos mais um dia sequencial de chuvas. Revirei-me na cama preguiçosamente e liguei a TV.
Diante da programação que não me atraía , comecei a saltar de canal em canal rapidamente, quando um rapaz chamou-me a atenção.
O cenário no qual se encontrava tinha ao fundo uma vista maravilhosa do horizonte. Tudo era verde sob o céu azul anil.
Então porque ele se privava daquela beleza toda e permanecia de óculos escuros?
Fui prestando atenção na sua fala calma e confiante.
Então compreendi: ele era cego.
Não cego de nascença, mas vítima de uma dessas peças que a vida nos prega. Fora vítima de um assalto. O ladrão portava uma arma automática e na confusão com a polícia, a arma disparou aleatoriamente atingindo-lhe o rosto. Perdeu a visão dos dois olhos
A notícia da cegueira o derrubara. Era difícil para ele, um jovem ainda com tantas realizações por fazer, tantos sonhos a conquistar e o destino lhe pregara essa peça. Seu mundo caiu.
A angústia, o medo, o desespero tomou conta de seu ser. Por um tempo se escondeu.
Queria ficar só com sua dor. Assimilar sozinho seu infortúnio. Um dia tinha tanto e no outro, assim , inesperadamente nada mais lhe restava.
“O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer”. Foi esta a mensagem que ele ouviu num de seus dias de desespero numa emissora católica. Não sabe explicar bem porque, mas aquelas palavras ficaram ali gritando em seu coração. Deveria haver esperança, pensou. Não poderia tudo estar terminado. Era preciso lutar, buscar a Deus e depositar-lhe confiança. Passou a ouvir mais a emissora. A ouvir as mensagens bíblicas. E a cada dia se fortalecia mais. Sentia Deus lhe puxando pela mão , dando-lhe conforto e inspirando confiança.
E assim , o rapaz derrotado de ontem , hoje é um jovem de sucesso. Recuperou a vontade de viver. Voltou ao trabalho e aos estudos. Coordena um grupo de jovens em sua cidade.
A prendeu que por mais árdua que seja a luta não devemos nos abater porque Cristo sempre está ao nosso lado. Nos conforta e nos dá toda a ajuda de que necessitamos. Sempre há a possibilidade de recomeço.

E foi com esses pensamentos que levantei-me e abria a janela do meu quarto.
Qual não foi minha surpresa ao me deparar com um céu tão límpido e tão azul chegando a sensibilizar minhas retinas. Nenhuma nuvem maculava a pureza daquele azul expandido pelo brilho do sol.
Eu não tive outra alternativa senão me curvar diante da grandeza do Criador.
Eu que esperava ainda uma manhã chuvosa e nublada, eis que me deparo com essa beleza de manhã ensolarada como se a confirmar que realmente sempre depois da chuva vem o brilhante sol nascente.
É Deus se fazendo presente através de fatos da vida!. É Deus se fazendo presente através da Natureza.

“Senhor ajudai-me a caminhar onde não posso ver e crer que atrás das negras nuvens anunciando tempestade, existe seu brilhante sol nascente”







sábado, 23 de março de 2013

Dia internacional da água

Uso consciente da água.

Primeira coisa que eu ia fazer, meu Deus, é tomar um banho bem tomado, que é para eu ficar bem refrescada. Banho tomado, bem tomado mesmo, a gente bota um xampu. Põe um xampu na cabeça, lava, lava o rosto de sabonete, lava toda, aí fica um banho. Um banho bem tomado nunca mais tomei”, comenta.

Estas são palavras de dona Delmindi, sertaneja do sertão de Pernambuco.
Segundo a Organização das Nações Unidas cada pessoa precisa de 110 litros de água por dia para consumo e higiene. Mas, como dona Delmindi, mais de 800 milhões de pessoas no mundo vivem com pouca água.
Eu não chamaria isso de pouco, mas de quase nada, uma quantia irrisória que prá nós em tempos fartos, mal daria para tomar um banho.
É isso que dona Delmind sonha. Além das outras necessidades que a falta d'água deixa de lhe oferecer, a sertaneja sonha com um banho de verdade. Luxo a nosso alcance , mas um sonho distante e irrealizável para ela.
O racionamento da água não é só para higiene não. O racionamento é para tudo desde cozinhar, limpeza da casa, água para beber e água para o porquinho que ela tenta engordar em tempos difíceis...
Além da escassez, devido à grande seca, a água é suja, imprópria não só para beber, para tudo.
As consequências do uso dessa água não ´potável, com certeza serão muitos problemas de saúde.
O que ela consome de água, para beber, lavar, limpar, cozinhar -somam 22 litros. Menos da metade que um banho rápido na cidade de São Paulo - 46 litros. Se o banho durar 15 minutos vai significar seis vezes mais: 140 litros.
A história de dona Delmindi me emocionou e me levou a pensar em nossa responsabilidade com o uso racional e responsável da água .
É fundamental agir, de forma consciente, para evitar a poluição dos mananciais de água doce e reduzir as perdas e desperdícios.
Para evitar racionamentos e ter água suficiente, proporcionando condições de boa saúde, inclusive, para as novas gerações é preciso que cada um de nós seja um consumidor consciente.

Se você nunca imaginou como é viver sem água suficiente veja a história completa de dona Delmindi, clicando:









sexta-feira, 22 de março de 2013

Ontem tive um sonho...


“Ontem tive um sonho
Caminhamos entre as nuvens do céu
Desenhamos lembranças de nós dois
Envolvidos no azul do véu”


Este é o começo de uma cancão de Paula Fernandes, da qual sou super fã.
Presença de palco, atitude, beleza , inteligência, interpretação e um vozeirão incomparável.
Mas não é sobre isso que quero falar não. A música de Paula Fernandes serviu apenas para ilustrar o sonho que tive ontem.
Ah, meus amigos, mas meu sonho não tinha nada da beleza e magia daquele inspirado pela música da Paula Fernandes .
Nada de “envolvidos no azul do véu”. Eu tinha mesmo era caído num ardil amoroso.
No sonho eu lutava para sair daquela enrascada.
E gritava: “Ah não! De novo não!”
Eu não suportaria passar por tudo isso novamente!
Bem , mas vocês devem estar pensando: “mas isso não foi um sonho! Foi um pesadelo”.
Exatamente, eu respondo.
Enquanto procurava como me desvencilhar daquela traiçoeira cilada, eu acordei.
Ufa! Respirei aliviada.
“Ainda bem que foi só um sonho”! Tô salva!”



E para aliviar a tensão do pesadelo nada melhor que ouvir Paula Fernandes em "Apaixonados pela lua"

quinta-feira, 21 de março de 2013

Chuvas...

busca por vítimas de soterramento

Número de mortos na região serrana do Rio aumenta para 30


Forte chuva atingiu Petrópolis e deixou 14 pessoas feridas

"Mais um corpo foi encontrado em Petrópolis na manhã desta quinta-feira. Segundo a Defesa Civil Estadual, estão confirmadas 30 mortes em decorrência da forte chuva que atingiu o município da região serrana, no início da semana."




Todo ano  na época das chuvas, a mesma notícia, as mesmas chuvas, os mesmos deslizamentos, as mesmas declarações das autoridades, as mesmas promessas... 
Só muda o número de vítimas.
 Como enfrentar tudo isso? Medidas eficientes estariam sendo tomadas pelas autoridades?
 Onde estaria o problema:
  • Nas famílias que insistem em construir em terrenos não seguros?
  • Na falta de planejamento urbano?
  • na falta de condições de moradias dignas?
  • Na falta de medidas de prevenção mais eficientes  adotadas pelo governo?
Vejamos o que diz Alexandre Garcia, comentarista da globo no jornal "Bom dia Brasil"
Vale a pena conferir  o vídeo aqui

quarta-feira, 20 de março de 2013

Visitando a vovó

 Visita on line



 Domingo elas vieram me visitar.
Claro que a visita é on line, mas nem por isso deixa de ser  agradável.
São apenas imagens, estão do outro lado da telinha. Posso vê-las, falar com elas. Mas não posso tocá - las., não posso abraçá-las. 
A distância que nos separa é muito grande . Mas esse convìvio virtual ameniza a saudade.
Curto muito quando elas dão-me esse prazer virtual. Sabe como é, agora mais crescidinhas, estão na idade das vontades. E quando estão envolvidas em alguma brincadeira atraente ou vendo DVD, aparecem apenas prá falar "oi" e logo saem correndo.Coisas de criança...
Gabi, a mais velha, prestes a fazer 7 aninhos, hoje tinha muitas novidades a me contar.
 Fez questão de abrir o sorrisão prá mostrar "a janelinha" na frente, causada pela primeira perda de seus dois dentinhos de leite.
Contou-me que a fada dos dentes se encarregou de levar os dentinhos e vai trazer outros novinhos...
Disse que vai tirar uma foto assim "banguelinha" e me enviar.
Quando eu disse que a perda dos dentinhos é sinal de crescimento e maturidade, aí que ela caprichou no sorriso. Ficou toda feliz. Como toda criança , não vê a hora de crescer... crescer...crescer e fazer parte do mundo dos adultos. 
Também me disse que já sabe escrever e que enviou-me uma carta via postal.
 Não vejo a hora de receber a tal cartinha. 
Que será que você me diz na carta? eu perguntei.
 Mas ela fez cara de suspense...
 Dali a pouco chegou a Rafa., já quase com cinco aninhos, toda orgulhosa com seu belo cabelão, antes privilégio só da irmãzinha.
Puxa! como vocês cresceram minhas princesas!
Nunca ficamos tanto tempo sem nos ver. Sempre elas chegavam no final de ano e passavam as férias de verão todinha  aqui no Brasil.
 Mas, agora em idade escolar, o calendário europeu difere do calendário escolar brasileiro. Então nesse ano a visita será em agosto. 
Mas, enfim faltam poucos meses.
Enquanto isso tenho que me satisfazer com essas rápidas visitas on line...
 Ah, esse admirável mundo virtual!



segunda-feira, 18 de março de 2013

Manhã fria e chuvosa



É manhã de segunda-feira fria e chuvosa.
O verão ainda não se foi. O outono se aproxima já prenunciando um inverno antecipado. Tanto que hoje precisei recorrer a um agasalho mais quente, esquecido no fundo do armário.
. Está frio no quarto. Está mais frio lá fora. Está frio dentro de mim.
Não sei porque, dias assim chuvosos deixam também minha alma sem brilho, cinzenta. Bate uma melancolia no meu peito.
Bom mesmo seria desfrutar desses momentos mais tempo aconchegada entre lençóis e edredons, apenas ouvindo os pingos da chuva batendo na janela numa cadência preguiçosa.
Mas hoje , justo hoje, precisei madrugar.
A rua solitária também parecia chorar.. Apenas alguns transeuntes protegidos debaixo de seus guarda chuvas e encolhidos sob a chuva fina e fria caminhavam apressados.
Rapidamente cheguei ao meu destino. A distância era curta. E eu estava bem protegida dentro do meu carro.
Mas confesso que senti vontade de também estar ali fora , o vento frio batendo no meu rosto, despertando-me para lembranças do passado. 
Quantas manhãs cinzentas e frias como essa já não enfrentei em outros tempos! Tempos de luta! Tempos em busca de um lugar ao sol! Tempos que não voltam mais...

É, o tempo segurou um pouco as pessoas em casa. Nem urgências parecia haver hoje. Apenas a minha...
A enfermeira havia me orientado a chegar bem cedinho. Teria que fazer duas coletas de sangue com intervalo de duas horas entre elas.
Não havia ninguém ainda no laboratório, o que permitiu que eu fosse logo atendida.
Como já sabia da longa espera , levei comigo algo para ler durante a espera..
O espaço para espera não era bem protegido do frio. Aliás, não era uma sala de espera e sim uma “área” de espera. Dias como hoje mereciam uma sala aconchegante com pelo menos um aparelho de TV, revistas, jornais e até um cafezinho pós coleta de sangue.
Fazer o quê, não é ?
Preferi então ficar acomodada dentro do carro que havia estacionado bem na porta do laboratório.
Os pingos de chuva batendo no vidro do carro, a nebulosidade vista do lado de cá , tiveram um efeito relaxante em mim. Ou seria o efeito do contraste que tomei?
Não saberia dizer. Só posso dizer que a leitura estava atraente, mas o conjunto de tudo à minha volta fizeram com que eu cochilasse...
E assim duas horas se passaram...



sábado, 16 de março de 2013

Livre...mas prisioneira

Hoje logo pela manhã veio-me à mente um texto redigido por mim há uns dois anos atrás.
Eu que imaginara jamais sentir-me na condição da protagonista mesmo sem correntes, hoje,a prisão é o meu ninho.
 Como?
 Na vida é assim. Há ocasiões em que mesmo tendo todo o universo à nossa volta, o céu por limite, nossa condição se assemelha como a de um prisioneiro.
 Muitas coisas nos prendem : sentimentos, raízes fincadas , medo do desconhecido, medo das consequências.
"Quem mexeu no meu queijo" de  Spencer Jhonson.... retrata bem esse medo, suas consequências  e como vencê-lo. Mas na teoria tudo fica fácil. Difícil é colocar em prática.

"Somos livres para fazer nossas escolhas, mas prisioneiros das consequências"
 ( Pablo Neruda)
 E assim como numa cela sem janelas e sem  portas nos sentimos tolhidos em nossos sentimentos e decisões.
Voar, voar, voar... me perder no azul do infinito...
 Sentir-me bem pequenininha nas alturas, mas ao mesmo tempo grande em coragem e espírito de aventura

 Vale a pena ler de novo um antigo momento  de inspiração.




Ela sonha com sua liberdade.
Esta liberdade de fazer exatamente tudo que tiver vontade.
Não como quer, mas como deve...
Ah, poder voar como pássaros nas alturas, apenas o céu como limite.
Alçar voo, conhecer outros quintais...
Ser livre como o rio que corre tranquilo, manso ou mesmo furioso.
Mas sempre independente. Traçando seu próprio percurso.
Poder decidir por si só, em tudo que a vida proporciona..
Abracar, rir, cantar, rodear-se de amigos.
Mas arroubos de coragem acontecem uma só vez na vida.
E uma oportunidade desprezada é fruto que não vingou.
É flecha atirada que não atingiu o alvo.
Uma oportunidade não bate duas vezes na mesma porta.
Ah, se ela pudesse voltar atrás..
Mas o medo a paralisou.
E uma vez lá fora a caminho da liberdade, sentiu-se perdida.
Como o pássaro no cativeiro,
Abre-se a porta da gaiola ...
E ele não sabe o que fazer com a imensidão do horizonte à sua frente.
Corre o risco de cair em mãos do predador.
Hoje tem consciência de sua prisão.
Mas insiste em se manter prisioneira.
Já não encontra forças  nem coragem para lançar-se novamente à aventura.
O medo ainda a paralisa.
Mas a liberdade de pensamento, ah, essa é inviolável.
Recolhida consigo mesma, pensamentos vão, pensamentos vem.
Angústias, ansiedades, desejos presos no íntimo querem lhe sufocar.
Escrever é um desabafo.
É a hora em que se sente mais livre.
Liberdade é condição inerente ao ser humano.
Mas precisa ser conquistada.
Aos fracos e submissos é sempre roubada.
E assim  a vida segue seu curso.
E ela caminhando sempre...
Livre...mas, prisioneira.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Merece destaque!



Ainda existem pessoas boas nesse mundo!


Em meio a tanta notícia ruim, pratos que a mídia nos obriga a digerir, chegamos a ficar desesperançados com a possibilidade de alguma transformação na sociedade de hoje.
A maldade dos homens, a falta de compaixão, o desrespeito com o próximo, a desvalorização da vida muito contribui para esse nosso desacreditar nas pessoas.
Ainda muitos encontram-se chocados com a bestialidade do acidente de David Santos de Souza, o ciclista que perdeu o braço num acidente na Avenida Paulista.
Mas, em meio a esta tragédia, um gesto que merece também destaque veio para trazer um pouco mais de esperança e confiança no futuro para o jovem David
O técnico em ortopedia Nelson Nole é proprietário de uma loja de próteses e vai doar um equipamento de alta tecnologia que virá a minimizar as dificuldades que o rapaz enfrentaria com a ausência do membro amputado.
Vamos colocar o que há de melhor para restabelecer a cidadania desse rapaz novamente. Nós vamos ajudar fazendo a prótese dele., disse o doador.

"Nos próximos dias, um técnico em prótese vai até o hospital onde David está internado para fazer uma avaliação e saber qual o nível de amputação do braço do rapaz. A partir desta análise, uma prótese será confeccionada especialmente para ele. A alta tecnologia da peça vai possibilitar a ele até mesmo desenhar."
São pessoas como Nélson, o doador, que fazem a diferença nesse mundo e nos fazem acreditar em dias melhores futuramente.

“Ainda existem pessoas boas nesse mundo. Acreditar sempre!”



terça-feira, 12 de março de 2013

O que fazer com este braço?


Barbaries...


Simples assim ! Jovem de 22anos atropela um ciclista também jovem de 21 anos na Avenida Paulista , SP, na madrugada de domingo.
Ato comum a irresponsáveis, covardes e sem compromisso com a vida humana: Não presta socorro e Foge do local do acidente.
Monstruosidade! Deixa o amigo no caminho, dirige-se para sua casa e ao perceber que um braço da vítima ficara preso no carro, não titubeia: joga o membro amputado num córrego ao lado da estrada.
Um crime hediondo. E, pasmem, o causador do acidente é universitário, estudante de psicologia, segundo informaram  os noticiários.
Já deve estar começando aplicar a sua psicologia de motorista embriagado e irresponsável.
Quanto vale uma vida , perguntamos? Em que mundo estamos vivendo? Estamos gerando monstros da era nazista? A que nível a humanidade chegou?
Primeiro , dizem os noticiários, restos de Eliza Samúdio são jogados aos cães.
Agora, um membro decepado de sobrevivente é atirado ao rio. Assim, como se descarta um palito de picolé ou um osso de frango...
Quanto mais eu vivo mais eu me surpreendo com tanta barbárie , tantas atrocidades cometidas...
O rapaz poderia ter tido o braço reimplantado se estivéssemos lidando com seres humanos e não com monstros.
Um braço reimplantado, mesmo que com movimentos comprometidos, creio que seria mais conveniente que a total ausência dele.

Veja a íntegra da declaração da médica Rachel Baptista, da equipe do Hospital das Clínicas que atendeu ao rapaz :
“Quero manifestar a minha indignação quanto a atitude desse monstro que atropelou o ciclista na avenida paulista e que inviabilizou a chance desse menino de 21anos de tentar recuperar o braço. A nossa equipe: Dr Guilherme Barreiro, Dra Rachel Baptista, Dr Kiril Kasai, Dr Daniel dos Anjos sente muito por essa desgraça. Estávamos prontos para tentar o reimplante e infelizmente a policia juntamente com os bombeiros não conseguiram encontrar o braço no rio. O tempo de tentativa já se foi e nos restou somente a opção de limpar e suturar a ferida. O paciente esta estável e foi terminada a cirurgia.

Sou totalmente a favor da lei seca e de tolerância zero. Não há como ter brechas permitindo pessoas totalmente irresponsáveis dirigirem nestas condições. Tem que haver justiça neste pais.

Sinto muito, mas chegamos ao nosso limite. Sinto pela família e pelo paciente.
Espero que vocês divulguem e busquem mobilizar o governo para ter uma atitude incisiva na aplicação das leis e na punição dos responsáveis”



O nome da vítima? David Santos de Souza
O nome do criminoso: Alex Siwek

Punição? Haverá alguma realmente que apague o trauma com que conviverá esse pobre rapaz pelo resto de sua vida? Haverá punição suficiente para aplacar a dor da família?
Mera sugestão: Não poderia também ,como uma forma de penalidade , o jovem Alex prestar assistência psicológica à vítima pelo tempo que ele com certeza irá necessitar?
Ironia do destino...

segunda-feira, 11 de março de 2013

Lições da Natureza


 A beleza dos flamboyants





A beleza do céu azul conciliada com a clara manhã ensolarada de verão,colocou-me diante dessa

bela espécie de flamboyant, no esplendor de sua floração

Flamboyant é uma das árvores que mais aprecio pelo colorido vibrante das flores e pela sua aparência frondosa que me transmite energia ao mesmo tempo que brilho e alegria..

Automaticamente adentrei no recinto onde essa árvore de rara beleza se encontrava.

Não havia como fugir àquele chamado da Natureza tão bela e fulgurante à minha frente, àquela hora da manhã onde o sol punha raios fulgurantes por entre sua folhagem intensificando o vermelho vivo de suas flores.

Soprava uma suave brisa e eu fiquei ali extasiada na certeza de que não estava só. Na certeza de que contemplando aqueles galhos floridos eu nada mais estava contemplando do que uma maravilha do Deus Criador.

Eu me curvo diante dessa magnificência. Criador e criatura se misturam diante de meus olhos.

Contemplar a natureza é sentir não só Deus dentro de nós, mas também em torno de nós.

É a natureza mais uma vez me trazendo lições de vida.

Aqueles galhos abertos para o infinito me ensinaram que é sempre tempo de florir

Sempre tempo de abrir os braços para uma nova conquista.

Muitas sementes já geraram frutos, muitos sonhos foram realizados, mas a vida sempre revela novos horizontes. Há sempre novos caminhos a serem trilhados. Novos espaços a serem preenchidos, gestos inovadores a serem testados e a energia do amor que nos permite conservar o coração sempre jovem, como a juventude dessas flores.

Adversidades poderão advir. Tempestades podem nos abater. Sonhos podem ser desfeitos...

Mas como esse flamboyant vai buscar forças em suas raízes profundas para nos presentear com seus frutos e flores, vamos também buscar no mais profundo de nosso ser o vigor necessário para superar dificuldades, reconstruir sonhos e renascer no próximo verão, trazendo brilho, cor e aroma que enriquecerão a paisagem da vida.




É a natureza completando ciclos e nos lembrando que a vida é tão delicada e efêmera como a florada dos flamboyants e deve ser apreciada na sua essência e em intensidade.”







“Se fosse possível observar claramente o milagre de uma única flor, toda a nossa vida se transformaria.”

Buda







domingo, 10 de março de 2013

Os Filhos pródigos de hoje

A parábola do Filho pródigo:  evangelho deste domingo: lc, 15,11-32

Os Filhos Pródigos de hoje

A parábola do filho pródigo é sem sombra de dúvida uma passagem riquíssima do evangelho de Cristo. A misericórdia e o perdão divino nunca foi tão bem retratado como nessa parábola.
Sempre que a ocasião oportuniza gosto de refleti-la nos meus encontros de catequese.
A história se repete frequentemente em nossos dias quer nas famílias, quer nas comunidades , nos movimentos pastorais e até mesmo entre nossas crianças e jovens da catequese.
Filhos que se afastam das famílias desejosos de assumir a própria vida, iludidos por um mundo de facilidades são levados pelas drogas. Não suportam a disciplina e regras estabelecidas pelos pais na família gerando conflitos devido a essa indisciplina e negação da autoridade paterna.
Outros partem simplesmente por partir. São aventureiros, não sentem prazer na vida em família ou mesmo na comunidade em que vivem.
Outros ainda sentem-se perdidos numa comunidade marcada por disputas, invejas e egoísmo. Falta o verdadeiro testemunho de seus membros. Aqueles que deveriam dar seu exemplo de vivência cristã acabam por abalar a fé de alguns jovens ainda em formação que acabam por desacreditar no amor e por fim desertam.
O Pai do evangelho de hoje ( Filho Pródigo), nos fornece belo exemplo de amor e acolhida.
Deus é  esse Pai que fica feliz ao ver o filho retornando para casa e prepara um banquete para festejar.
A família e a comunidade devem ser locais de acolhida e perdão. Todos têm direito à redenção, a uma segunda oportunidade.

Trazendo o texto para a  realidade de nossos dias

 O texto é trazido para a realidade dos jovens de hoje, no sentido de alertá-los para os perigos em se agir muitas vezes impulsivamente e imaturamente.  Assim agindo, acabam por desprezar os conselhos dos pais e correm o risco de embrenhar-se por caminhos tortuosos.
A intenção não é mostrar como consequência a volta do filho humilhado e vencido. Mas sim ressaltar o infinito amor de Deus pelos pecadores. Um Deus que aceita os inaceitáveis , perdoa os imperdoáveis e acolhe os desprezíveis.
Assim é nosso Deus! Ele é o Pai que confia em nossa capacidade de sermos melhores e faz festa quando mudamos de vida porque sabe que só assim seremos felizes. Deus é o Pai que nos ama incondicionalmente.

A parábola aplicada à realidade nos leva a refletir sobre o perigo das decisões tomadas por impulso. Indica também que o dinheiro nem sempre é garantia de vida próspera e satisfatória. Sentimentos e relações também devem ser considerados e bem administrados.
Como na parábola, cada um é convidado a “cair em si”, voltar o olhar para dentro de sua própria vida, a tomar consciência do seu estado real e ser crítico de si mesmo . 
Perscrutar erros e acertos e encaminhar seus passos na direção certa, tendo sempre a humildade de reconhecer suas falhas.
Há sempre a esperança de recomeçar...

Sempre há um novo caminho à nossa espera...

sexta-feira, 8 de março de 2013

MEU NOME É MULHER!




No princípio eu era Eva
Nascida para a felicidade de Adão
E meu paraíso tornou-se trevas
Porque ousei libertação!

Mais tarde fui Maria
Meu pecado remiria
Dando à luz Aquele
Que traria a salvação!
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão!

Passei a ser Amélia
“A mulher de verdade”
Para a sociedade!
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com igualdade!

Muito tempo depois decidi:
“Não dá mais!
Quero minha dignidade,
Tenho meus ideais!”
Mas o preconceito atroz
Meus 129 nomes queimou
Então o mundo acordou
Diante da chama lilás!

Hoje não sou só esposa ou filha;
Sou pai, mãe, arrimo de família;
Sou ourives, taxista, piloto de avião,
Policial feminina, operária em construção!

Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser!
Meu sobrenome é Competência
O meu nome é Mulher!

Autora: Pérola Neggra
Fátima Aparecida Santos de Souza
Policial Militar em Mauá/SP/Brasil


Simplesmente mulher!



Quisera  eu ser poeta e poder descrever com belas palavras toda a graça, beleza , garra e zelo com que as mulheres deixam sua marca na sociedade. Seja ela empresária, atuante em cargos públicos, professoras, domésticas, catadoras de recicláveis...
 Enfim, são tantas as facetas  com que as mulheres se apresentam neste mundo! Sempre em busca de deixar o melhor de si, lutando ora a favor da vida, ora pela sua dignidade, ora  engajadas em causas sociais, ora sendo arrimo de famílias... sempre visando uma transformação seja em seu lar , comunidade e consequentemente na sociedade. 
São as mulheres na mídia... são as mulheres anônimas...
Enfim, são apenas mulheres...
Tudo que eu dissesse  mais, seria redundante.
 Mulher é simplesmente Mulher...
 Não é preciso dizer mais nada. Eu sintetizo tudo nos versos de Gilberto Gil na melodia "Super homem, a canção"


"Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória
Mudando como um Deus o curso da história
Por causa da mulher"

Poderá ver  o vídeo com a canção completa clicando aqui 



A poesia  "Meu nome é Mulher", escrita no post seguinte, sintetiza tudo. Vale a pena conferir!

quinta-feira, 7 de março de 2013

Viciado em Internet? Faça o teste.

O programa bem estar de hoje trouxe um tema interessante sobre o uso racional da internet. E, como o texto anterior abordou o assunto "facebook" e nossa relação com ele, considerei  o tema de hoje como um complemento do assunto. Por isso resolvi compartilhá-lo com meus leitores.
O teste é bem radical, e é claro que eu não dei nenhuma resposta positiva.              kkkk.
 Sou bem centrada, ciente de minhas prioridades e faço um uso bem racional da internet...Acreditem se quiser...
Não que a vida offline seja chata , vazia e sem graça. Mas que sentimos muita falta quando ficamos sem essa tal de internet, ah...isso ficamos. Não suporto ficar muito tempo longe dessa telinha...
Dá uma coceira.... 




Faça o teste e descubra se você é viciado em internet

Muitas pessoas passam o dia online, seja nos smartphones ou computador.
Teste ajuda a identificar se o uso da internet é saudável ou preocupante.


Internet (Foto: Reprodução Globo News)Teste ajuda a identificar se o tempo que você fica
online é saudável (Foto: Reprodução Globo News)

Muitas pessoas passam o dia inteiro online na internet, seja através dos próprios smartphones ou dos computadores.
Mas até que ponto o uso desses aparelhos tecnológicos pode prejudicar a saúde e a qualidade de vida das pessoas? Como saber se o tempo que você passa conectado é saudável ou preocupante? Qual é a hora certa de procurar um especialista?
O teste abaixo foi uma adaptação do "Teste de Dependência de Internet" do Dr. Kimberly Young, feita pelo psicólogo Cristiano Nabuco.
Responda às perguntas e confira o resultado no fim da página:
Perguntas:

1. Você acha que passa mais tempo online do que pretendia?
2. Você abre mão de tarefas cotidianas para passar mais tempo conectado?
3. Outras pessoas se queixam sobre a quantidade de tempo que você passa online?
4. Seu desempenho ou produtividade na escola ou trabalho fica pior por causa da internet?
5. Você se pega pensando em quando você vai estar online novamente?
6. Você teme que a vida sem internet seja chata, vazia e sem graça?
7. Você estoura, grita ou se mostra irritado se alguém te incomoda quando você está conectado?
8. Você dorme pouco por ficar conectado até tarde da noite?
9. Você tenta diminuir a quantidade de tempo que fica online e não consegue?
10. Você se sente deprimido, mau humorado ou nervoso quando está desconectado e tudo melhora quando você volta a se conectar?

Resultados:
0 a 2 respostas positivas: você faz um uso racional da internet e isso não te prejudica.
3 ou 4 respostas positivas: a internet já começa a ocupar um espaço grande em sua vida e isso pode não ser um bom sinal. Fique atento!
5 ou 6 respostas positivas: cuidado! Provavelmente você já perdeu o controle do uso e isso está te causando problemas. Considere buscar ajuda de um profissional.
7 ou mais respostas positivas: sua vida já sofre com os efeitos do uso excessivo da internet. Procure ajuda imediata de um especialista

Se você está preocupado com sua relação com a internet, clique no link abaixo e veja mais sobre o assunto.

 http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/03/faca-o-teste-e-descubra-se-voce-e-viciado-em-internet.html

quarta-feira, 6 de março de 2013

Minha relação com o facebook

Eu e o facebook...

E quem não gosta de abrir seu facebook logo pela manhã e ver ali pelo menos uma notificaçãozinha por pequena que seja?
Quem não gosta também de “curtir” os amigos e ver quantas “curtidas” ganhou?
Eta, que o facebook funciona como um virus.. Quando a gente entra nele, enquanto não se faz o ciclo completo pelas páginas de nossa preferência, não se consegue sair de lá.
Eu tenho até evitado entrar. Procuro postar por “envio” à distância que é para fugir da dependência..
Mas acaba ficando chato e “deselegante” com os amigos. Ficamos em falta com nossa visita. E com os amigos devemos lealdade, mesmo online.
Mas eu já percebi que não tenho perfil para facebook.  Sou aquela "popularidade "zero"!
 Pouco posto. Gosto mais é de “sapear” e ver as novidades e curtidas. Gosto de conhecer as polêmicas criadas, as tiradas sarcásticas, o humor e um pouco de informação e cultura, quando tem...
Já ouvi gente dizer que “precisa” entrar logo pela manhã e “cumprimentar” o pessoal. E depois dar boa noite...
Puxa, mas aí já é “compromisso “ demais. Acho que assim é levar muito a sério .
Muito gentil, eu digo, mas não se prenda por mim.... durmo cedo e só vou ver a gentileza no dia seguinte , se acessar...
Li num artigo que o facebook funciona em nossa mente como quando a pessoa ingere drogas
Quando a pessoa recebe bastante acessos , muitas notificações, curtidas, o efeito da dopamina liberada no organismo também pode criar um efeito viciante parecido com o efeito causado pelas drogas.
Na China, Taiwan e Coreia do Sul, a ‘Internet Addiction Disorder’ já é aceita como diagnóstico psicológico.
Também os EUA oficialmente passarão a tratar o vício em internet como um transtorno mental, responsável, por exemplo, pela diminuição no nível de atenção e pela atrofia de certas áreas do cérebro.
E, nessa de levantar e dizer “bom dia pessoal” para o pessoal do face, ontem quase perdi o horário da minha aula de hidroginástica.
Fui ficando motivada, girando ... girando as páginas e quando olhei no relógio já havia ficado uma hora ali sem ao menos fazer o desjejum...
É ou não um vício? Como um bicho carpinteiro. Vai dando uma coceira na mão difícil de controlar.
E mais tarde quando fui checar “meu bom dia”, havia apenas uma resposta para minha saudação tão sincera e cordial.
Então eu me pergunto:
Valeu a pena? Melhor dar bom dia ao vivo e a cores pras amigas de academia....

eu já me esquivei de possuir notebooks, tablets e afins prá não cair nesse ridículo    kkkkk