quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Buscando inspiração na simplicidade



A manhã estava fria, muito fria. O vento gelado que soprava do leste contribuía para aquela sensação de frio muito além do que marcavam os termômetros.
Eu arrependi-me de ter saído de casa naquela manhã. A não ser em caso de extrema necessidade, o aconselhável era ficar recolhida em casa, protegida de frio e do vento gelado.

Mas ela estava lá... como em todos os dias. Faça sol ou faça chuva, frio ou calor, não há um dia em que ao dobrar a esquina pela manhã eu não a aviste.
Apesar de estar muito bem agasalhada neste dia, eu não julguei conveniente que estivesse ali naquele momento absorvendo toda aquela friagem. Talvez fosse prejudicial à sua saúde, creio que já naturalmente fragilizada pela idade.
Varrer a frente da casa não poderia ficar para um hora em que o tempo melhor favorecesse?

Mas quem sou eu , uma pobre e tola criança mimada a questionar essa senhorinha tão bem disposta e de bem com a vida?
Todos os dias eu fico ali ,muitas vezes parada, a observá-la. Trajada com seu avental, vassoura em uma mão e o balde na outra. Devagar, vai varrendo, vai varrendo pacientemente e recolhendo o lixo.. E não se contenta em varrer apenas a sua calçada não. Já a vi atravessar a rua e varrer a calçada do outro lado da rua, onde mora o filho.
Hoje eu a vi empurrando, com dificuldade, um carrinho de mão( carriola) pronta a recolher uns entulhos amontoados na beira de sua calçada.
Observando essa cena todos os dias eu percebo o segredo dessa boa senhorinha. Ela sabe, na sua experiência de anos, que viver é bem mais do que o simples respirar.
Viver é se fazer participante mesmo que nas pequenas coisas. Ela sabe que quanto mais motivada e envolvida estiver com suas pequenas e simples tarefas domésticas, mais sua energia se multiplicará. “Sabe também que o melhor remédio para combater o estresse não nasce da quantidade do esforço, mas da má qualidade dele” ( Fernando Piccinini Jr.).

Vejo nela uma fonte de inspiração. Observando-a eu sinto nascer em mim um desejo de buscar sempre produtividade. Ela me ensina que mesmo nas coisas simples , cada gesto nosso pode estar gerando atitudes positivas.Passa-me a ideia de que é dessas pessoas que enxergam muito além delas mesmas e sabem colocar vida em sua idade.

Se você não tem oportunidade de fazer grandes coisas, faça pequenas coisas de forma grandiosa”


4 comentários:

  1. passei para conhecer seu blog e adorei!! bacana....qd escrevo textos me inspiro em tudo o q vejo tbm é ótimo p escrever e para a vida! www.anaherminiapaulino.blog.uol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida, o nosso dia a dia é o melhor material para quem gosta de colocar no papel suas impressões.

      Excluir
  2. Adoro ver como podemos encontrar inspirações no nosso dia a dia! LINDO! bjs, ótimo fds! chica

    ResponderExcluir
  3. O que pode parecer uma cena comum e banal para alguns, esconde lições de vida.

    ResponderExcluir